Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

domingo, 7 de março de 2010

Luta da CNTE pelo Piso só acaba quando lei for cumprida em todo país

O presidente da CNTE, Roberto Leão, declarou nesta sexta-feira (05) que a luta pelo Piso Nacional do Magistério da Educação Básica só terminará quando todos os estados e municípios brasileiros cumprirem integralmente a Lei 11.738, aprovada por unanimidade pelo Congresso.

Ao final da reunião do Conselho Nacional de Entidades (CNE), realizada em Brasília, Leão informou que a mobilização pelo piso será retomada já na próxima semana quando representantes da diretoria da CNTE serão recebidos por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para apresentar novas razões contra a ADI movida por governadores de cinco estados contra a Lei do piso. Além disso, já foi solicitada uma audiência ao Presidente Lula para discutir questões referentes ao Piso e à Carreira dos Profissionais de Educação.

Durante a reunião da CNE também ficou definido o envio de um documento ao Ministério da Educação para que assuma com mais determinação a defesa da Lei do Piso. Segundo Roberto Leão, a luta continua e a categoria vai lutar em várias frentes.

“Em todos os espaços onde houver necessidade de lutar para que o piso e a carreira se tornem realidade no nosso país nós estaremos lutando. Inclusive, há uma mobilização muito boa para o próximo dia 16, quando será realizado um dia nacional de paralisação em defesa do Piso e espero tenha uma grande adesão por parte da categoria”, acrescentou.

A CNTE também irá marcar audiência com a Procuradoria Geral da República para pedir a conclusão, o rápido possível, do relatório sobre a ADI 4.167 que desde outubro de 2009 se encontra na PGR. Concluído o relatório, a ADI 4.167 estará pronta para ser votada pelo plenário do STF.
(Fonte: CNTE – 05/03/10)
Agora, Mariza Abreu critica política salarial do governo Yeda
by Marco Aurélio Weissheimer.
Lupiscinio Pires
Para os empresários instalados nos gabinetes da Federasul e Fiergs, a grande estrela do secretariado de Yeda Crusius foi, sem dúvida, a professora Mariza Abreu. Nem o secretário Aod Cunha recebeu tantos elogios do empresariado gaúcho, como ela. Gerdau e seus colegas escreveram diversos artigos elogiosos à politica educacional implantada pela ex-secretária. É bom recordar que todos os projetos relacionados com o arrocho salarial imposto ao magistério neste governo foram avalizados pelo alto empresariado gaúcho, inclusive com notas no jornais de apoio à “política do déficit zero”.

Na discussão sobre implantação do piso nacional, a governadora Yeda Crusius, a ex-secretária Mariza Abreu e o grande empresariado estavam juntos na luta para derrubar uma conquista histórica do magistério brasileiro. Isto não aconteceu no século passado. Foi em 2009.

Agora, em artigo publicado em ZH, (05/03/2010), Mariza Abreu critica a proposta de reajuste do governo estadual do qual participou ativamente até bem pouco tempo:

“Foi também inadequada a proposta do governo de apenas reajustar o piso do magistério além do valor nacional. Porque beneficiava 27 mil dos 158 mil professores, ativos e inativos. Não aperfeiçoa a carreira. Não contribui para a melhoria da qualidade da educação e a sustentabilidade da previdência dos servidores.”

A professora Mariza Abreu, favorita do empresariado gaucho para voltar a SEC não esperou nem a “quarentena”. Após a saída do governo, de imediato pulou para o palanque de Fogaça, mesmo sendo filiada ao PSDB. E agora está fazendo “discurso de campanha” para voltar ao antigo posto. O que antes era uma mera suposição, agora é uma certeza: em caso de vitória de Fogaça a próxima Secretária de Educação será mesmo Mariza Abreu.

P.S. Em nota publicada no twitter, a governadora Yeda Crusius reconheceu que paga salários vergonhosos para professores e brigadianos. Ela escreveu: “quem conhece os números e o que representam para quem recebe, sabe muito bem que pagamos vergonhosos salários iniciais para brigadianos e professores”.
http://rsurgente.opsblog.org/

Estado registra 1.444 casos notificados de dengue
Ijuí, com 1.259 casos, e Santa Rosa, com 40, apresentam o maior número de registros
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) informa que o Rio Grande do Sul tem um total de 1.444 notificações de casos de dengue até este domingo. Ijuí e Santa Rosa continuam apresentando o maior número de registros.
[...]
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a2830596.xml


Investigação descobre conta de filho de Sarney

A família Sarney é alvo de mais um escândalo em 2010. Documentos enviados ao governo brasileiro por autoridades chinesas comprovam que o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), mantém uma conta corrente no exterior não declarada à Receita Federal. A conta, operada pessoalmente pelo empresário, estaria em um paraíso fiscal, em nome de uma offshore sediada no Caribe.

No começo de 2008, Fernando Sarney teria usado esse canal para realizar uma transferência no valor de US$ 1 milhão a uma agência do banco HSBC em Qingdao, na China. A autorização da transação teria sido assinada pelo empresário. A operação da Polícia Federal responsável pela descoberta foi a Faktor. O empresário foi indiciado por lavagem de dinheiro, fraude e formação de quadrilha.

 
http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/politica/investigacao-descobre-conta-de-filho-de-sarney/?ga=dpf


2 comentários:

Valdecy Alves disse...

Olá!

Veja em meu blog matéria sobre a greve deflagrada em Maracanaú em 26/04/2010, pela correta correção do piso, por dignidade na carreira, valorização dos servidores da educação e pelo não sucateamento da política educacional. Ver em: www.valdecyalves.blogspot.com

MANDE SUA MENSAGEM DE APOIO COMO COMENTÁRIO. TODA CATEGORIA EM GREVE ESTÁ LENDO O BLOG.
VEJA TAMBÉM A PÁGINA DE FOTOS E A PÁGINA CULTURAL.

João Paulo disse...

Vejam, eu sou professor da rede estadual de ensino de Minas Gerais. Estamos em greve, e a Justiça (!!!???) de encomenda do governador, já o autorizou a contratar novos professores. Estamos em luta pelo Piso, e este é o único ponto que o governo de Minas não nos quer atender. Justo o ponto fundamental. Eu penso, companheiros, que para nossa luta ser vitoriosa, só se o Governo Federal assumir a Educação Básica. Não podemos mais ficar à mercê de governadores como Anastasia e Yeda.