Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Nota de Repúdio

Reajuste de Cargos de Confiança não resolve os problemas do RS

Ao convocar a Assembleia Legislativa para votar “a toque de caixa” reajuste para os cargos de chefia - cargos em comissão ou funções gratificadas - o governador opta por priorizar as acomodações políticas antes de qualquer medida para resolver os problemas do serviço público que têm sido amplamente denunciados pelo Fórum dos Servidores.

Para o conjunto do funcionalismo é inaceitável que, mesmo sem iniciar um processo de negociação para o atendimento das necessidades mais urgentes das categorias, o governo esteja preocupado em aumentar o salário dos seus CCs.

O Fórum dos Servidores Públicos do RS, firme em seu propósito de defender a qualidade dos serviços e os direitos dos trabalhadores, REPUDIA esta medida e reafirma a necessidade da construção da unidade dos servidores para avançar nas conquistas e defender nossos direitos.

http://www.cpers.com.br/index.php?&menu=1&cd_noticia=2731

Assembleia Legislativa aprova todos os projetos encaminhados pelo governo
11.01.11 - 21:01
O primeiro teste do governo de Tarso Genro na Assembleia Legislativa foi positivo: todos os quatro projetos encaminhados pelo governo foram aprovados na sessão extraordinária na tarde desta terça-feira (11). São eles: o que fixa o teto salarial de R$ 24 mil para dirigentes de autarquias; o que amplia o vencimento de 518 coordenadores regionais e corta 148 cargos de confiança; o que transfere a Fepagro da Secretaria de Ciência e Tecnologia para a pasta da Agricultura e o que concede anistia para dívidas de pequenos agricultores que não ultrapassem o limite de R$ 2.760 mil.

O líder da bancada do PT, Elvino Bohn Gass, destacou que as matérias qualificam o serviço público e beneficiam 45 mil famílias de agricultores. Para o secretário do desenvolvimento rural, Ivar Pavan, o parlamento compreendeu a proposta da anistia.

A bancada do PMDB conseguiu aprovar a emenda que estende o benefício da anistia para todas as pessoas que tenham dívida com o Estado até o valor de R$ 2.760 mil. De acordo com o deputado Edson Brum, o governador Tarso Genro deverá manter a emenda porque ela parte do mesmo princípio de que o governo gastará mais para cobrar do que para executar. A bancada petista informou que a tendência é de que a emenda seja vetada.

Votação

Dois projetos foram aprovados por unanimidade – o que vincula a Fepagro à Secretaria da Agricultura e o que anistia a dívida com agricultores. A votação mais apertada foi a que extingue 148 cargos em comissão e aumenta os vencimentos de algumas coordenadorias, por 28 votos a 18. Os salários devem aumentar de valores entre R$ 1,3 a R$ 1,8 mil para R$ 4,3 mil mensais. Alguns deputados da oposição, formada pelo PMDB, PSDB, PPS, PP e DEM, bombardearem o projeto por entenderem que ele vai favorecer militantes dos partidos da situação que serão nomeados para os cargos.

Os parlamentares da base aliada sustentaram que o reajuste torna o cargo atrativo a bons técnicos que o governo vai buscar no mercado.  O impacto para os cofres do Estado é estimado em R$ 18,8 milhões por ano pela bancada do PT. Já o projeto que vincula os vencimentos dos diretores de estatais ao teto de R$ 24 mil foi aprovado por 35 votos a 13.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=256902

Alckmin: "Vamos retirar areia, sofá, geladeira, papel, tudo o que estiver dentro do rio"
11/01/2011 19:01h
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou nesta terça-feira, dia 11, que dentro de um ano os rios Tietê e Pinheiros devem estar totalmente desassoreados. A previsão, segundo o tucano, é que sejam retirados da águas 3,6 milhões de metros quadrados de areia e entulho, o que vai aumentar a vazão do rio e diminuir os problemas em dias de chuva.

“Vamos retirar areia, sofá, geladeira, papel, tudo o que estiver dentro do rio. Cada 1 milhão de metros cúbicos custa ao Estado R$ 64 milhões, mas vamos tentar reduzir esse valor à metade com o reaproveitamento da areia em obras de construção civil", afirmou.

As obras devem sair por R$ 170 milhões. Somente na manhã desta terça-feira, três pessoas morreram na capital paulista devido às chuvas. Além disso, foram registrados 49 pontos de alagamento.

2 comentários:

Notícia em Verso disse...

Preste atenção, pois todo início de ano é igual
Alagamento e enchente é tema do Jornal Nacional
Não por acaso, pois além da estação ser assim
Não fazemos a nossa parte para nisso por um fim

Choveu em São Paulo um mês em dois dias
Resultado: mais trajédia do que se previa
O volume de água foi grande, deu medo
Mas fica fácil culpar apenas São Pedro

Rio Tietê transbordando? Que novidade!
Dá pra entender o que se faz nessa cidade?
Alckmin e Kassab afirmam: Em 24 horas não se soluciona
Elementar, caro Watson, sem planejamento nada funciona

Do rio, retiram, em lixo, 1 milhão de metros cúbicos: impressionante
Dava para encher 360 piscinas olímpicas iguais com o montante
E se os governos não tem competência para, a tempo, limpar
Que ao menos os cidadãos tenham educação para não sujar

Pois parte da responsabilidade é do transeunte comum
lixo no chão entope bueiros. Não há respeito algum
E se agora, de lado a lado, a cidade só se atravessa a nado
Que cada macaco se preocupe em olhar pro próprio rabo

(http://noticiaemverso.blogspot.com)

Carlos disse...

Aprovação de Projetos-.-

Por mais que me esforce, por mais que exijo dos meus neurônios, não consigo entender, por que alguns podem ganhar R$24.000,00. E mais: Por que alguém precise ganhar esse montante absurdo? E vejam que o projeto teve que limitar esse valor como teto, porque alguns ganhariam mais..Num Estado onde o básico de um professor não chega a R$350,00, isso é um deboche!
Nunca entendi porque alguns precisam ganhar mais de R$ 10.000,00. Afinal vivemos num país onde se faz uma "novela" para dar R$550,00 de mínimo ao trabalhador.

Aumento para os CCS.

Infelizmente, o governador se preocupa e age com rapidez para melhorar os valores dos CCS. O Governador deveria ter a mesma preocupação com os salários dos servidores que também possuem uma defasagem estupenda. Até agora nada...