Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Somente amenidades

Por Siden*
Hoje,  não quero comentar sobre infortúnios,


Hoje,  não quero falar sobre a face  humana que assusta...


Por isso, desculpem se parecer alienado, fora de órbita,


São tantas atrocidades, tantos devaneios que nos rodeiam, que às vezes, chegam maltratar nossa sensibilidade,


Então,  não comentarei o caso do goleiro Bruno, cuja prisão temporária foi solicitada;


Não comentarei o Caso de estupro em Florianópolis denunciado na internet,


Também  não falarei  sobre a insegurança em que vivemos...


Hoje quero escrever sobre amenidades apenas...


Sobre esses dias  maravilhosos que tem acalentado nossas vidas...


Esses dias generosos de inverno...


Desculpem se hoje não comento sobre a propaganda enganosa do Governo YEDA,


Não, não falarei das bibliotecas fechadas, de falta de professores  e funcionários nas Escolas,


Desculpem, às vezes,  precisamos de amenidades...


Precisamos acreditar que a penúria acaba,


Precisamos, talvez, fazer contagem regressiva,


E cantar que, apesar de você e seus aliados, amanhã será outro dia...


Perdão, mas hoje, quero amenidades, boas notícias,


Boas notícias como o trem vem chegando....


Boas lembranças, como AS LUTAS que fizemos na defesa de nossos direitos..


Hoje quero amenidades...


Quero contagem regressiva, pois amanhã será outro dia...

O Prof. Siden Francesch é Diretor Conselheiro no 14 Núcleo Cpers-Sindicato.

Agenda

ASSEMBLÉIA REGIONAL
14
/07/2010 - 14h
Local: Plenário da Câmara de São Leopoldo


Reunião do Conselho Geral do CPERS
Local: Auditório do CPERS/Sindicato - Av. Alberto Bins, 480, Centro, Porto Alegre/RS
Horário: 8h30


VII Congresso Estadual do CPERS/Sindicato
Data: 30 e 31 de julho e 01 de agosto de 2010

Dilma critica Serra por pagar "meio salário" a 2 professores, na mesma sala de aula
Dilma Rousseff (PT) criticou nesta quinta-feira, na cidade de Bauru (interior de São Paulo), a política de educação usada por José Serra (PSDB) como governador.

Serra arrochou o salário dos professores, e colocou um auxiliar em salas de alfabetização (estagiário em muitos casos), para fazer propaganda de que colocou 2 professores em sala de aula.

Dilma prefere começar priorizando, em cada sala de aula, um professor pleno e bem pago, com boa formação continuada, e com boas condições de trabalho, em vez de sucatear a profissão:

- Ninguém vai solucionar o problema da educação dividindo. Soma dois e divide o salario, é isso? Acho que pega um e melhora cada um dos professores deste país. Se não, você bota um professor central e um assessor, é isso? Temos de fazer algo muito simples: reconhecer que nenhuma profissão vai ser bem exercida, nem a de vocês jornalistas, se desandar a sucatear a profissão - apontou Dilma.

Dilma criticou também os baixos salários os policiais de São Paulo, defendendo o piso salarial nacional para o setor.

Enviar por email Por: Zé Augusto
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

Oito servidores superam teto apoiados em decisão judicial
Servidores do Executivo garantiram remuneração integral na Justiça
Paula Coutinho
O governo do Estado do Rio Grande do Sul informou ontem que apenas oito servidores ainda recebem acima do teto estadual de R$ 24.117,62. A justificativa para o pagamento é que esses funcionários garantiram o direito através de liminares na Justiça.

O valor mais discrepante é o de um aposentado da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), que recebe R$ 43.829,47, incluídas gratificações, avanço na carreira, risco de vida e outras vantagens, ao longo de 30 anos de serviço público.
[...]
Os auditores externos apontaram 98 servidores acima do teto da magistratura, de R$ 26.723,13, e 744 funcionários acima dos R$ 24 mil.
http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=33214

Ministério da Educação divulga segunda chamada do ProUni
Os pré-selecionados têm até 16 de julho para apresentar os documentos na instituição escolhida.

O Ministério da Educação divulgou nesta quarta-feira a segunda chamada dos candidatos pré-selecionados do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Para saber o resultado, o candidato deve acessar a página do ProUni (http://siteprouni.mec.gov.br/) e informar os números do CPF e de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os pré-selecionados têm até 16 de julho para apresentar os documentos na instituição de ensino privada escolhida. A lista de documentação está disponível na página do ProUni na internet ou o candidato deve procurar a instituição de ensino.

O MEC informou que está programada uma terceira chamada para o dia 21 de julho, caso ainda existam bolsas de estudo a serem preenchidas.

Foram ofertadas 60.488 bolsas em 1.225 faculdades ou universidades particulares em todo o país. Do total, 39.113 são integrais e 21.375 parciais, que arcam com metade da mensalidade.

As bolsas integrais são para os alunos com renda familiar mensal per capita até um salário mínimo e meio (R$ 765). As parciais são para os candidatos cuja renda familiar mensal per capita não seja superior a três salários mínimos (R$ 1.530).

http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/ensino,canal-8,ed-149,ct-730,cd-269556.htm

Deputados aprovam reforço de R$ 800 milhões para o ensino médio
O Plenário aprovou nesta terça-feira, em votação simbólica, a Medida Provisória 484/10, que permite à União transferir R$ 800 milhões a onze estados no âmbito do Programa Especial de Fortalecimento do Ensino Médio, criado pela própria MP. A matéria segue agora para o Senado. Outros R$ 800 milhões serão repassados a todos os estados por meio do fundo de participação (FPE) como ajuda emergencial devido à queda de arrecadação provocada pela crise econômica.

O reforço temporário para a educação atenderá a estados das regiões Norte e Nordeste que apresentaram, segundo cálculos do Fundeb, valores gastos anualmente, por aluno do ensino médio, abaixo da média encontrada para essas regiões.

De acordo com o governo, a queda de arrecadação dos tributos estaduais, devido à crise econômica, provocou a diminuição de recursos vinculados ao Fundeb nos estados em um momento de aumento do número de matrículas do ensino médio.

Estados beneficiados
Participarão do programa de fortalecimento do ensino médio Sergipe e Rio Grande do Norte, além dos nove estados que, pelo Fundeb, recebem regularmente uma complementação da União para os ensinos fundamental e médio (Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí).

Bahia (R$ 168 milhões) e Pará (R$ 164 milhões) são os estados que mais recebem recursos para apoiar o ensino médio em 2010.

Prestação de contas
A prestação de contas do dinheiro repassado deverá ocorrer até 30 de novembro deste ano e, se sobrarem recursos, eles poderão ser usados em 2011. O uso, entretanto, deverá ser exclusivamente no ensino médio e de acordo com regulamentação do conselho deliberativo do Fundo Nacional de Desenvolvimento do Ensino (FNDE).

Os valores recebidos pelos onze estados não poderão ser contados para calcular o mínimo de 25% de aplicação dos tributos estaduais em educação, como previsto na Constituição.

Dificuldades com a crise
A exemplo do que já fez no ano passado para ajudar as prefeituras, o governo repassa aos estados R$ 800 milhões como ajuda financeira para enfrentar a queda de arrecadação provocada pela crise econômica mundial.

Em rateio segundo os critérios do FPM, os municípios receberam, no ano passado, uma ajuda semelhante, de R$ 1,3 bilhão a mais.

Fonte: Agência Câmara, 07/07/2010
http://www.cnte.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=4452&Itemid=82

Notebook na Educação

Prorrogada adesão ao Programa Professor Digital
O período de adesão ao Programa Professor Digital foi prorrogado até o dia 30 de julho. A iniciativa, que proporciona a compra de notebook por meio de financiamento sem juros através do Banrisul, estava prevista para encerrar nesta sexta-feira, 9. Mais de 30 mil educadores, ativos e inativos, além de funcionários administrativos de escolas já aderiram ao programa. Aqueles que efetuaram a adesão entre maio e junho já começaram a receber os computadores portáteis em casa.

Segundo o secretário estadual da Educação, Ervino Deon, o prazo de adesão foi prorrogado tendo em vista a procura diária por financiamentos nas agências do Banrisul. “Nas últimas semanas, efetuamos em média 500 contratos de financiamento por dia. Temos demanda para estender o prazo, visando a facilitar e ampliar o acesso de professores e servidores a novas tecnologias”, afirmou.

Para participar, os interessados devem comparecer a qualquer agência do Banrisul em todo o Estado. As informações sobre modelos de equipamentos estão no site www.professor.rs.gov.br. Cinco tipos de computadores contendo software livre (Linux) ou sistema operacional da Microsoft (Windows) estão disponíveis na página da Internet.

Os equipamentos estão sendo oferecidos a partir de R$ 1.256,00, podendo ser pago em até 36 parcelas fixas sem acréscimo. O notebook será entregue em, no máximo, 60 dias após a assinatura do financiamento.

Não sei se a frase é realmente do Buarque  mas, é boa...
 
"Brasil ficou entre 8 melhores do mundo no futebol e ficou triste.  Mas é o 85º em educação e não há tristeza."
 (Senador Cristovam Buarque)

Por Joana F. Scherer - Assistente do 14 Núcleo Cpers-Sindicato

Comissão aprova obrigatoriedade de nível superior para professores da educação básica
A Comissão de Educação do Senado aprovou, nesta terça-feira, projeto de lei que obriga a formação universitária para professores da educação básica. A proposta estabelece um prazo de seis anos para que os docentes sem nível superior possam continuar a exercer seus trabalhos nas escolas da rede pública.

Como foi aprovado pela comissão um pedido de urgência na tramitação, a matéria será remetida direto para a análise em plenário. Se aprovado seguirá para a sanção presidencial. O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), que não previa a necessidade de curso superior para esse caso.

A relatora Fátima Cleide (PT-RO) incorporou ao seu substitutivo algumas sugestões feitas pelo Ministério da Educação. Assim, a proposta analisada pelo Senado prevê a exigência de avaliação qualificada de nota mínima no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) para os candidatos aos cursos superiores de formação docente.

Também foi incorporado ao projeto a concessão de bolsas de iniciação à docência para universitários de cursos de licenciatura. A relatora explica que a iniciativa é um incentivo para a formação de profissionais do magistério que venham a atuar na educação básica da rede pública.

http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=225898

Um comentário:

Valdecy Alves disse...

Olá!

Leia em meu blog matéria sobre a importância da preservação do patrimônio histórico e concorra R$ 1.000,00 em prêmios. Acessar em: www.valdecyalves.blogspot.com

(DORAVANTE SÓ SEGUIREI BLOGS QUE ME SEGUIREM - IMPORTANTE SOMARMOS E QUE SE SOMEM A NÓS - FORMANDO UMA VERDADEIRA REDE VIRTUAL - RECIPROCIDADE - SINTONIA)