Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Em Tempo de Copa do Mundo

Por Siden*
O centroavante chuta, chuta... mas a bola insiste, resiste... em não entrar... O zagueiro bate, rebate, o arqueiro defende e o gol não sai...  Ele insiste,  chuta novamente, mas a  bola, caprichosamente,  bate na trave e, não tem jeito, o grito de gol, continua atravessado na garganta...

É um período de seca para o artilheiro...

Queria falar, escrever sobre a esperança em dias melhores... Na profissão de educadores, esses massacrados, esses milagrosos que transformam o presente duvidoso num futuro  promissor...

Não adianta, parece que, analogamente,  ao centroavante  goleador, a minha comunicação esta em fase árida.

Lembro então, da Coragem para Fazer... Mas que Coragem? O que fez? O que tem feito?

Mas, o atleta matador está novamente na área. Dribla um, dois, chuta e o goleiro, milagrosamente, outra vez defende. Que aridez, que fase para o centroavante!...

Queria falar da professora assassinada no estacionamento da Escola... A articulação de uma frase consoladora não sai... Parece que a criatividade secou... É preciso sublimar a seca com nosso próprio deserto...

O narrador não pode cantar o gol... a bola não entrou... Desta vez, um lateral sob arco impediu...

Mãos ao alto já era... O matador disparou a arma. A bala saiu... A professora caiu...   Não havia  defesa...

Quanta coragem!   Para fazer...  Para matar...

As lágrimas deslizam no rosto da comunidade indefesa que balança na rede  insegura...
Mais lágrimas a molhar semblantes inconformados com a covardia camuflada...

Tantas lágrimas.... tentando umedecer um solo corajosamente árido....


Vai lá artilheiro... Faz o teu gol. Precisamos dele para desafogar esse sofrimento na garganta... Faz mais um artilheiro... Precisamos de muitos para manter esse circo...

Adeus Marília! .... Que Viva tua Coragem para Ensinar!....


O Professor Siden Francesch do Amaral é Diretor e Representante 1/1000 do 14º Núcleo do CPERS/Sindicato


Conheça a Rádio Poste: mms://radio-poste.no-ip.org:2726/





Agenda


·      Dia 08 de julho de 2010 – quinta-feira - das 9h às 12h e das 13h30min às 17h30min
CONSULTA JURÍDICA com a  Drª Gabriela Sebben da Assessoria Jurídica do CPERS na sede do 14º Núcleo do CPERS/Sindicato (Rua Bento Gonçalves, 269 Centro São Leopoldo)  -
Agende sua consulta:
Fone 3592 4968                  Fax 3591 3856

Assembleia Regional
·      Dia 14 de julho de 2010 - quarta-feira, às 14 horas, na Câmara de Vereadores de São Leopoldo.  Assembleia Regional
Pauta:
1.               Informes;
2.               Teses;
3.               Eleição para os delegados(as) ao VII Congresso Estadual do CPERS (dias 30, 31 de julho e 1º de agosto de 2010);
4.               Assuntos Gerais. 
Por Joana F. Scherer.
Venha participar!


Secretaria da Cultura promove lançamento da São Leopoldo Fest 2010
Evento ocorre no próximo dia 5, segunda-feira, às 18h, no Teatro Municipal
O lançamento da São Leopoldo Fest 2010 acontecerá no dia 05/07 (segunda-feira), às 18h, no Teatro Municipal – Centro Cultural Pedro Boessio (Rua Osvaldo Aranha, 934 – Centro – São Leopoldo). Durante o evento será feita a apresentação da festa, com exposição do plano de mídia e da programação de atividades culturais, como o Espaço Pensamento, Teatro de Rua, apresentação Circense-teatral e divulgação das atividades nos palcos. Estarão presentes no lançamento o Prefeito de São Leopoldo Ary Vanazzi e o Secretário de Cultura Pedro Vasconcellos.

A São Leopoldo Fest 2010, que começa no dia 24 de julho e se estende até 1° de agosto, no Largo Rui Porto, trará muita cultura, gastronomia, comércio e shows musicais a preços populares.

Secretaria da Cultura de São Leopoldo/ RS
Rua Lindolfo Collor, 439 - 5° andar - Centro
Telefone: (51)3592-1943 / (51)3591-8859

Governistas mantém cortes na saúde e educação
A Comissão de Finanças e Planejamento da Assembleia Legislativa aprovou, na manhã desta quinta-feira (1), por sete votos a dois, o parecer favorável à Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2011. Os dois deputados do PT que integram a comissão, Adão Villaverde e Raul Pont, votaram contra, argumentando que a proposta do governo é antipopular e não atende às necessidades básicas da população. “Mais uma vez, a maioria aprovou uma LDO genérica, abstrata e que não expressa compromisso com o povo gaúcho”, sintetizou Pont.

Como nos anos anteriores, o governo tucano pretende gastar menos do que determina a Constituição na saúde e educação. Com aval da base aliada, que rejeitou as duas emendas populares restituíam os mínimos constitucionais para as duas áreas, o Executivo deverá aplicar apenas 26% na rede de ensino estadual e continuar contabilizando na saúde gastos que não são no Sistema Único de Saúde. As emendas, subscritas por diversas entidades da sociedade civil, determinavam a aplicação de 35% da receita líquida de impostos e transferências na educação e de 12% na saúde.

Para o deputado Adão Villaverde, a escolha do Executivo gera um enorme déficit social, representado pela subtração de recursos do SUS. “Para simular o cumprimento da legislação, o governo contabiliza gastos da CORSAN e do IPE, que não têm qualquer relação com o Sistema Único de Saúde e que são pagos pelos usuários. Esta prática já recebeu reprimenda do Ministério Público, mas infelizmente continua sendo adotada”, criticou.

Já Pont apontou o fechamento ou transferência de mais de 250 escolas estaduais como  principal resultado da redução dos recursos orçamentários para a educação. “O Estado se desresponsabiliza do ensino fundamental e não investe no ensino médio. Este é o saldo do realismo orçamentário praticado pelo governo tucano”, ressaltou.

Rejeição de emendas
A relatora do projeto, Silvana Covatti (PP), aceitou apenas uma das 36 emendas apresentadas pelo PT. Foi a proposta de autoria de Villaverde que prevê a criação de políticas pública de promoção do artesanato. “Com isso, poderemos compatibilizar as diretrizes orçamentárias do Estado com políticas para geração de emprego e renda no campo do artesanato”, frisou o deputado.

Receberam parecer contrário da relatora as emendas que ampliavam programas sociais, previam obras de infraestrutura e investimentos no setor de inovação tecnológica. Também ficaram de fora as propostas do PT para apoiar os setores produtivos e aumentar as ações do Estado na segurança pública, especialmente na formação de policiais e na prevenção. A relatora rechaçou, ainda, as emendas nas áreas da cultura, direitos humanos, reforma agrária, participação popular e combate à corrupção.

O projeto da LDO deverá votado pelo plenário da Assembleia Legislativa na primeira quinzena de julho.
Olga Arnt - MTB14323 | PT   14:42 - 01/07/2010
http://www.al.rs.gov.br/ag/noticias.asp?txtIdMateria=249772

Ensino médio é o que menos avança no país, aponta MEC
01.07.10 - 16:07
O Brasil superou as metas na educação propostas pelo Ministério da Educação (MEC) para serem alcançadas em 2009, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado nesta quinta-feira (1º). O resultado repete o desempenho de 2007, quando as metas estipuladas pelo governo também foram ultrapassadas. Apesar do avanço, o ensino médio continua mostrando desempenho baixo em relação ao ensino fundamental.

A avaliação foi criada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e leva em conta dois fatores que interferem na qualidade da educação: rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho na Prova Brasil.
[...]

Fortunatti tenta evitar saída de secretário da EPTC por divergências sobre Portais da Cidade
01.07.10 - 16:25
O prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti, quer evitar a saída do secretário Municipal da Mobilidade Urbana e também diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Romano Botin. Ele pediu demissão do cargo no final da manhã desta quinta-feira.

O motivo seria o fato dele não ter aceitado a forma como está sendo tratada a implantação dos Portais da Cidade.

Quatro concursos com salário de até R$ 7.000 abrem inscrições nesta quinta-feira no Brasil
01.07.10 - 14:36
Quatro concursos públicos abrem o período de inscrições nesta quinta-feira (1º). Os candidatos podem disputar 699 vagas no total, com salários que variam de R$ 510 a quase R$ 7.000.

A Fundacentro (Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Medicina do Trabalho) abriu processo seletivo para uma vaga de pesquisador. O salário inicial é de R$ 2.758, podendo chegar a R$ 6.936. É preciso ter diploma superior em física.

As inscrições podem ser feitas pelo site da instituição, até o dia 23 de julho. A taxa é de R$ 90. O resultado final será publicado no Diário Oficial, no dia 16 de dezembro.
A carga horária de trabalho será de 40h semanais, sendo 8h diárias.

Cientistas descobrem os genes que fazem viver mais de 100 anos
01.07.10 - 17:07

Cientistas descobrem os genes que fazem viver mais de 100 anos Cerca de 150 características genéticas ajudam a fazer com que os idosos cheguem aos 95 anos sem doenças

Tudo em http://www.camera2.com.br/noticias.php?limpa_sql=0

Deputado diz que Yeda trocou votos por obras e revela quem foram alguns dos beneficiados
by Marco Aurélio Weissheimer.
O deputado estadual Edson Brum (PMDB) revelou ao Jornal do Povo, de Cachoeira do Sul (edição de 18/06/2010), um esquema de troca de votos de parlamentares na Assembléia por obras no interior do Estado, patrocinado pela governadora Yeda Crusius (PSDB). Ao defender a paternidade do asfaltamento da RS 403 (estrada que liga Cachoeira do Sul a Rio Pardo), Brum, cujo lema do mandato é “Política consciente e ativa”, revelou:

“Em troca de votar a favor do projeto de lei que cortou o ponto dos professores grevistas no ano passado, os deputados ganharam da governadora Yeda Crusius o direito de escolher uma obra. Eu escolhi a RS 403. Já a Zilá pediu pavimentação em uma estrada da cidade dela (Três Passos) e o Brito beneficiou a região centro-serra.”

A confissão descuidada do parlamentar, que aparentemente considera absolutamente normal a troca de votos, ilustra no detalhe o chamado “novo jeito de governar” de Yeda Crusius. Entusiastas da transparência, os parlamentares poderiam informar à sociedade qual foi a moeda de outros votos e por que eles tiveram que “ganhar” uma obra para votar numa determinada proposta. E a governadora, que possui uma noção peculiar acerca da democracia, poderia esclarecer quais outras obras foram utilizadas para “convencer” parlamentares em determinadas votações. A maioria dos prefeitos do Rio Grande do Sul, que não foi agraciada com esse comércio de votos, e pode ficar curiosa acerca de como o esquema funciona e quais foram os principais beneficiados.

Outra informação curiosa fornecida pelo deputado Edson Brum é a de que uma das principais lideranças do governo Yeda na Assembléia, a deputada Zilá Breitenbach (PSDB) precisou de uma “ajuda” para votar um projeto do interesse de sua governadora. Lealdade é isso aí…
http://rsurgente.opsblog.org/

Distrito Federal sofre de ´putrefação institucional´, diz ministro do STF
Brasília - O ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira que "a cultura antirepublicana já está instalada na capital do país há muito tempo" e que as renúncias em cascata dos políticos envolvidos no esquema de corrupção sinalizam uma "putrefação institucional". Ele foi o único ministro a votar a favor da intervenção no Distrito Federal (DF), que acabou sendo rejeitada pela Corte por maioria de 7 a 1.

Segundo Britto, os poderes Executivo e Legislativo "turbinaram a harmonia entre si a ponto de transformar isso em cumplicidade, em enquadrilhamento". Em sua opinião, os fatos apresentados pela Procuradoria-Geral da República, autora da ação, confirmam a tese. "É essa mentalidade que contaminou e transformou [a corrupção] em metástase constitucional que está em julgamento aqui. Eu acho que a mentalidade dos governantes dos dois poderes não mudou".

Britto disse que o funciomento do Legislativo e do Executivo no DF está em "um estado de letargia, de não funcionamento", acrescentando que isso é apenas o sintoma de uma "doença". O Distrito Federal padece de uma leucemia ética, democrática e cívica pelas suas cúpulas. O caso é de hecatombe constitucional", afirmou Britto.

O ministro ainda disse que a intervenção no DF seria um exemplo para os demais estados. "O bom exemplo tem que partir de Brasília", resumiu. "Precisamos salvar o Distrito Federal de um perigosíssimo esquema de enquadrilhamento para assaltar sistematicamente o erário".

http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/geral,canal-8,ed-60,ct-506,cd-268323.htm

Escolas gaúchas vivem o drama da falta de segurança
Em material de propaganda, o governo Yeda alardeia ser o Rio Grande do Sul um estado mais seguro. Mas o discurso emanado pelo Palácio Piratini não encontra eco na sociedade, pois está distante da realidade experimentada no dia a dia de quem mora em terras do extremo sul brasileiro.

A trágica morte da professora Marília Borges Ruas, 53 anos, no início da noite da última sexta-feira, dia 25, próximo à escola em que trabalhava, na zona norte de Porto Alegre, mostra a falta de segurança nas ruas da capital gaúcha. E a insegurança não está presente apenas na capital. Ela é uma realidade em todo o estado.

Marília foi baleada na cabeça e acabou falecendo. A morte de Marília aconteceu 11 dias após outra professora de uma escola estadual localizada no bairro Jardim Floresta, também na zona norte de Porto Alegre, ter sido assaltada por um adolescente dentro da sala de aula. Armado com um revólver sem munição, o menor levou R$ 10 da professora.

A insegurança levou outra escola da rede estadual, localizada no bairro Glória, em Porto Alegre, a suspender as aulas por dois dias após a empresa que prestava segurança ter o seu contrato rescindido com a Secretaria Estadual da Educação.

João dos Santos e Silva, assessor de imprensa do CPERS/Sindicato

Escola de Novo Hamburgo tem três salas de aula interditadas após incêndio
29.06.10 - 15:23
Os bombeiros chegaram por volta das 20h30min desta segunda-feira, 28, na Escola Municipal Cecília Meirelles, no bairro Operário, em Novo Hamburgo, para combater um incêndio. Conforme o voluntário Paulo Ermel, o fogo foi provocado por vândalos que frequentam diariamente o local. As chamas atingiram o teto do pavilhão coberto e um painel. Por causa disso, três salas de aula foram interditadas, que atendem alunos de 3º, 4º e 5º ano do Ensino Fundamental.

Além do fogo, os vândalos picharam o palco do teatro da escola. Segundo Ermel, que trabalha há um ano no colégio no projeto Amigos da Escola, na semana passada, a diretoria registrou um boletim de ocorrência porque foram encontrados no pátio utensílios utilizados para o consumo de drogas. Ermel acredita que os jovens entram pelos buracos na tela que circunda a escola. Das 18h até as 7h, o colégio fica à mercê dos usuários de drogas e vândalos, já que a estrutura é frágil e, além disso, não há policial militar ou guarda municipal que faça a vigilância.

Depois do incêndio, a guarda municipal de Novo Hamburgo recolheu lixo deixado pelos vândalos, que está sendo examinado para detectar quem foram os responsáveis pela depredação. As aulas estão funcionando normalmente para os alunos que estudam nas salas que não foram interditadas.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=224668

Setor público tem superávit primário de R$ 1,4 bi em maio
29.06.10 - 14:27
O setor público consolidado brasileiro teve superávit primário de R$ 1,430 bilhão em maio. O saldo foi superior ao registrado no mesmo período de 2009, de R$ 1,119 bilhões, mas ficou bem abaixo do superávit de R$ 19,8 bilhões de abril, quando houve uma concentração sazonal de recolhimento de tributos.

No mês passado, os saldos positivos de Estados, municípios e estatais compensaram o déficit de R$ 1,431 bilhão registrado pelo governo central, segundo os dados do Banco Central divulgados nesta terça-feira.

Em 12 meses até maio, o superávit acumulado caiu para 2,13% do Produto Interno Bruto (PIB), ante 2,15% do PIB em abril. O governo tem como meta resultado primário de 3,3% do PIB em 2010.

A dívida pública líquida caiu a 41,4% do PIB em maio, ante a 41,8% do PIB em abril.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=224664

Grêmio vence amistoso contra o Nacional em Rivera
Gols do tricolor foram marcados por Maylson duas vezes e Regueiro contra.
Uruguai - O Grêmio foi bem no primeiro amistoso durante o recesso da Copa e venceu o Nacional, do Uruguai, por 3 a 1, no Estádio Atílio Paiva, em Rivera, ontem à tarde. Sob chuva, o público acompanhou a vitória tricolor com dois gols de Maylson e um contra de Regueiro. Os uruguaios descontaram com Garcia. O técnico Silas aproveitou para fazer várias alterações. No intervalo, ele trocou dez jogadores, deixando apenas o zagueiro Ozéia.
[...]
http://www.jornalvs.com.br/site/esportes/nacional,canal-14,ed-100,ct-619,cd-267763.htm

Santa Maria (RS) se prepara para 17ª Feira do Cooperativismo
Tatiana Félix * Adital
Desde 1994, a cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, é sede de grandes eventos do Cooperativismo e da Economia Solidária do Brasil e países do Mercosul, o Mercado Comum do Sul. A cidade, considerada a Capital da Economia Solidária, já se prepara para receber pela 17ª vez, a Feira Estadual de Cooperativismo (FEICOOP), que iniciará no próximo dia 9 e segue até 11 de julho.

Idealizada pelo Projeto Esperança Coopesperança, sob o lema "Uma experiência Aprendente e Ensinante", além da 17ª FEICOOP, também serão realizadas a 6ª Feira de Economia Solidária dos Países do Mercosul, 9ª Feira Nacional de Economia Popular Solidária, 10ª Mostra da Biodiversidade e Feira da Agricultura Familiar, 6º Seminário Latino Americano de Economia Solidária e 6ª Caminhada Ecumênica e Internacional pela PAZ.

Os eventos acontecem no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, localizado na Rua Heitor Campos, fundos do Santuário da Basílica da Medianeira, e reúnem empreendimentos econômicos solidários do Brasil e dos Países do Mercosul e com as Redes de Economia Solidária em Articulação com a América Latina.
[...]
Mais informações pelo site: www.esperancacooesperanca.org.br.

http://www.adital.com.br/hotsite_economia/noticia.asp?lang=PT&cod=48975

ATENÇÃO: NOVO GOLPE POR TELEFONE
Escrito por Priscila Bée Callegari  
Seg, 28 de Junho de 2010 12:35

Mais um golpe via telefone está sendo aplicado na região. Segundo Ida Detmer, presidente do Trigésimo Primeiro Núcleo do Cpers com sede em Ijuí, uma professora aposentada recebeu ligação, onde uma pessoa dizia que ela havia ganhado uma ação judicial contra o estado, e requisitava a quantia de 480 reais a ser depositada em conta bancária, para receber o valor correspondente a vitória. Desconfiada, a professora não realizou o pedido. O Cpers alerta que ninguém precisa pagar, para receber valores de ações judiciais.

http://radioprogresso.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=22450:atencao-novo-golpe-por-telefone&catid=37&Itemid=50

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Após ser baleada na cabeça, professora Marília Ruas morre no hospital

sábado, 26 de junho de 2010 - 14h04
Latrocínio aconteceu na tarde de sexta, no estacionamento da Escola Baltazar de Oliveira Garcia.
       
Porto Alegre - Baleada na cabeça por assaltantes na saída do estacionamento da Escola Estadual Baltazar de Oliveira Garcia, na capital, sexta à tarde, a professora Marília Ruas, 53, morreu no final da noite.
http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/policia,canal-8,ed-6,ct-153,cd-267528,midia-,gal-.htm

Suspeito pela morte de professora na Capital é preso em Gravataí
Jovem de 18 anos teria negado crime à polícia, mas foi encaminhado ao Presídio Central.
Porto Alegre - O jovem de 18 anos suspeito de ter matado a professora Marília Borges Ruas, 53 anos, foi preso na tarde deste sábado por agentes da 18ª Delegacia de Polícia (DP) de Porto Alegre. Ele estava em uma casa na rua São João, bairro Vila Rica, em Gravataí.

Segundo informações da imprensa da Capital, o jovem teria negado o crime à polícia. Junto com ele, os policiais apreenderam um moletom verde, que teria sido usado pelo suspeito. Ele foi encaminhado ao Presídio Central.

A professora do 3º ano do Ensino Fundamental foi assassinada com um tiro na cabeça no final da tarde de sexta-feira, em Porto Alegre. O corpo de Marília foi sepultado neste sábado em Soledade. Ela lecionava na escola Baltazar de Oliveira Garcia, no bairro Jardim Leopoldina, e foi abordada por dois criminosos quando saía do local, por volta das 18 horas.
http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/policia,canal-8,ed-6,ct-153,cd-267600.htm
 
Ex-aluno assalta professora dentro da sala de aula em Porto Alegre
16.06.10 - 08:14
Ex-aluno assalta professora dentro da sala de aula
Porto Alegre - Armado com um revólver velho e descarregado, um adolescente de 15 anos assaltou uma professora em plena sala de aula ontem em Porto Alegre. O crime ocorreu na Escola Estadual Professor Ernesto Tocchetto, zona Norte de Porto Alegre.

O menor roubou R$ 10 da professora, que havia acabado de dar uma aula. Com a sala quase vazia, o adolescente sacou o revólver e anunciou o assalto. Segundo a docente, ele disse que precisava de dinheiro para comprar crack.
[...]
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=222599

Mais educação! Chega de violência!
Por Neiva Lazzarotto*
Visitei a escola Ernesto Tocchetto no dia seguinte ao drama do assalto à professora. Fui prestar solidariedade e ver como ajudar nesta hora.

Conversei com a colega professora assaltada por R$ 10 dentro da própria escola, por um ex-aluno, armado com revólver. Testemunhei sua aflição. Ouvi dela que pretendia desistir da profissão, quando se encaminhava a sua médica para solicitar uma licença para se afastar da escola. Abracei-a e disse que contasse conosco, mas que permanecesse, depois da licença, porque ela é muito importante para muitos estudantes.

Desse lamentável fato, ecoam pelo menos dois gritos. O da colega professora e o do adolescente. Como em inúmeras escolas. Ambos são vítimas. Ambos clamam por soluções que venham ajudá-los a ter o suficiente para viver dignamente, a ter segurança.

Acontece que o problema da violência agravou-se tanto, que chegou à barbárie. Ainda mais dentro da escola. Sozinhos, professores, diretores, funcionários, não temos condições para enfrentá-lo. Nos sentimos impotentes e abandonados para cuidar de tantos jovens e crianças.

Urgem ações! Então, o que podem fazer sindicato, governantes, políticos, sociedade civil?

A campanha Crack, Nem Pensar cumpriu importante papel ao abrir o debate sobre as graves consequências do uso da droga sobre os jovens, as famílias, as escolas. Pois, o crack é um combustível para a violência que se generaliza e aniquila vidas.

O Cpers/Sindicato tem um congresso marcado para o final de julho do qual participarão 1,6 mil professores e funcionários das escolas públicas. Será uma boa oportunidade para decidir por ações que estejam ao nosso alcance.

Devemos começar por apresentar exigências aos governantes. Medidas para melhorar a escola pública gaúcha. Desde a adoção da escola de tempo integral e a realização de concursos públicos para educação e segurança, à recuperação de nossos salários. Até programas para promover a saúde e a segurança dos educadores e da comunidade escolar.

Isso, e outras medidas, com certeza, custam menos ao Rio Grande (4% do PIB dos Estados), e ao Brasil, que em breve poderá tornar-se a quinta potência econômica do planeta, do que as vidas que vêm sendo ceifadas. Afinal, as vidas que passam por nossas escolas, o tamanho da responsabilidade que está em nossas mãos, vale o investimento de pelo menos 10% do PIB brasileiro na educação. Ou não?

Mas isto não é suficiente, porque a violência é um problema social decorrente do modelo econômico concentrador e excludente. Então, em tempos de eleição, é preciso pautar a distribuição da riqueza para que todos possam ter vida digna. Para que celebrar “A vida é bela” ou cantar “A beleza de ser feliz” não sejam privilégio de poucos.

*A Professora Neiva é vice-presidente do Cpers, licenciada

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a2949232.xml&template=3898.dwt&edition=14959&section=1012

 Mobilização popular impede a venda do Morro Santa Tereza
A governadora Yeda Crusius anunciou a retirada, da pauta da Assembleia Legislativa, do projeto de lei que autorizava a venda ou permuta do Morro Santa Tereza. O anúncio foi confirmado pela Casa Civil na manhã desta terça, dia 22 de junho. “Trata-se de uma grande vitória popular, que deve ser compartilhada com as famílias que moram no local, os movimentos sociais, as entidades e todos que participaram desta mobilização”, comenta o deputado estadual Raul Pont, vice-líder da bancada do PT na Assembleia.

O projeto 388/09 foi apresentado pelo governo em dezembro e solicitava autorização para vender ou permutar 73 hectares do Morro Santa Tereza. Em abril, a governadora enviou um substitutivo ao projeto e solicitou regime de urgência de votação. Desde então, uma intensa mobilização envolveu as cerca de 1500 famílias que vivem na área. Somaram-se aos moradores, diversas entidades de classe e do movimento ambiental. Para Pont, “é importante registrar e cumprimentar o incansável trabalho dos dirigentes do Semapi, e dos servidores da Fase que há anos lutavam por melhores condições de trabalho e de atendimento pela Fundação”.

Os problemas do projeto
- A proposta do governo não apresentava uma avaliação técnica, de empresa reconhecida no ramo, do valor mínimo da área;
- A avaliação apresentada, que não acompanhava o projeto, estimava um valor de R$ 79 milhões para os 73 hectares;
- Perto do local, o terreno do Estádio dos Eucaliptos, com dois hectares e meio, foi colocado a venda por R$ 23 milhões;
- No mínimo, 1500 famílias vivem no local e o projeto não excluía da venda o espaço ocupado pelos moradores;
- O projeto também não garantia a manutenção das áreas de reserva ambiental existentes no terreno.

Tem para publicidade, tem para a FASE
Os jornais desta terça, 22/06, informam que a governadora afirmou que já tem outra solução para reestruturar a Fase. Desde o início, as bancadas de oposição na Assembleia têm insistido que o governo não precisava vender o Morro Santa Tereza para construir as novas unidades da Fase.

No dia 22 de dezembro do ano passado, depois de já ter votado o Orçamento do Estado, a maioria na Assembléia aprovou, com os votos contrários da bancada do PT, o projeto de lei 349/2009, que autorizou o governo a utilizar R$ 948 milhões do Fundo da Previdência, para outras finalidades. Menos de 10% desses recursos seriam suficientes para o projeto da Fase.

Em maio, a Assembleia aprovou, por unanimidade, autorização para o governo contratar operação de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. A linha de crédito foi aberta pelo governo federal com o objetivo de apoiar os Estados para manter investimentos. Com isso, o Estado pode obter um crédito de R$ 141 milhões para investimentos no Estado.

Na segunda-feira, 21, a governadora Yeda Crusius deu mais uma prova de que não faltam recursos ao governo do Estado para construir as novas unidades da FASE. Um jornal de 20 páginas, colorido, fazendo propaganda do governo, circulou encartado nos principais jornais do Estado. Qual o custo de uma publicidade destas? Se tem dinheiro para a propaganda, tem para as unidades da Fase”, defende Raul Pont.

Eliane Silveira - MTB 7193 | PT   16:28 - 22/06/2010
http://www.al.rs.gov.br/ag/noticias.asp?txtIdMateria=249315

terça-feira, 22 de junho de 2010

Frase do Dia

"Tudo, no nosso Governo, é feito por meio dos municípios."
Yeda Crusius.
E do Governo Federal, Dona Yeda!
Municípios gaúchos recebem 117 (?) ambulâncias para ampliação do atendimento pré-hospitalar

Para expandir ainda mais o atendimento pré-hospitalar móvel no Rio Grande do Sul, a governadora Yeda Crusius e o ministro da Saúde José Gomes Temporão entregaram, nesta segunda-feira (21), 117 ambulâncias e dez motoambulâncias a 147 municípios, por meio do programa Salvar/Samu 192. Fruto de uma parceria entre os governos do Estado, municipais e o Ministério da Saúde, o funcionamento de novos veículos ampliará o serviço nas macrorregiões Metropolitana, Noroeste, Vale, Serra, Campanha. No ato, realizado no pátio do Hospital Psiquiátrico São Pedro, foram repassadas mais 23 camionetes Pick Up (4x4), cabine dupla, em reforço às ações de vigilância em saúde, e 214 computadores.
[...]
Yeda e Temporão assinaram termo relativo às ambulâncias e depois a governadora firmou acordo de cessão de uso de bens e imóveis do Governo Estado, pelos municípios, se os mesmos forem para a execução do programa Salvar/Samu. As 23 camionetes Pick Up servirão para o transporte das equipes de agentes de saúde, técnicos e grupos de supervisão das Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS). Os 214 computadores ajudarão a subsidiar municípios com a atualização permanente do banco de dados do PIM. Após os atos, a governadora e o ministro realizaram a entrega simbólica das chaves das ambulâncias, motoambulâncias e camionetes.
http://www.estado.rs.gov.br/direciona.php?key=Y2FwYT0xJmludD1ub3RpY2lhJm1lbnU9Jm5vdGlkPTg0MDgw

SAMU/192 passa a atender todo o Rio Grande do Sul

Ministério da Saúde entrega 118 (?) ambulâncias ao estado, que passa a ter 100% de cobertura do serviço. Investimento na compra dos novos veículos é de R$ 17,8 milhões

O Ministério da Saúde entregou, nesta segunda-feira (21), 118 novas ambulâncias para o Rio Grande do Sul. Com o reforço na frota, o estado passa a contar com 100% de cobertura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU/192). Agora, os 10,9 milhões de habitantes do RS já podem discar o 192, em caso de emergência, em qualquer dos 496 municípios gaúchos. O ministro José Gomes Temporão participou da entrega dos veículos nesta segunda-feira (21/06), em Porto Alegre.

“O Rio Grande do Sul é o sétimo estado que universaliza o SAMU/192. É muito importante o que o Ministério da Saúde está fazendo, que é garantir o atendimento a toda a população. No início do governo Lula, somente 10 milhões de brasileiros tinham o atendimento do SAMU. No final de 2010, 165 milhões de brasileiros terão cobertura do SAMU”, ressaltou o ministro, que fez um agradecimento especial às equipes do SAMU: “Vocês são uma espécie de anjos da guarda que cuidam da saúde da população.”
A compra das 118 Unidades de Suporte Básico e outras 19 Unidades de Suporte Avançado que serão entregues em breve, representa um investimento de R$ 17,8 milhões do MS no sistema de saúde do estado. O custeio anual para o SAMU/192 gaúcho terá um incremento de 138% com essa expansão. O valor de manutenção do serviço passa a ser de R$ 46,7 milhões em 2010.

O ministro Temporão também entregou ao estado dez motolâncias adquiridas para diminuir o tempo de resposta de atendimento em localidades com tráfego intenso e de difícil acesso. Para a compra desses veículos, o Ministério investiu R$ 222,5 mil. O custeio de cada unidade será de R$ 7 mil ao mês, ou seja, R$ 840 mil por ano.

SAMU/192 HOJE – Até o momento, o Rio Grande do Sul contava com 61 Unidades de Suporte Básico equipadas com oxímetro portátil, desfibrilador externo automático e aspirador. O estado também possuía 23 Unidades de Suporte Avançado equipadas com ventilador pulmonar adulto e pediátrico, monitor e cardioversor, oxímetro portátil e detector fetal.

As ambulâncias estão preparadas para atender qualquer tipo de urgência e emergência em 134 municípios gaúchos, cobrindo uma população de 6,4 milhões de pessoas, ou 59,04% dos habitantes. Com a entrega dos novos veículos, a frota estadual do SAMU/192 passa a ser de 221 unidades.
[...]
http://portal.saude.gov.br/portal/aplicacoes/noticias/default.cfm?pg=dspDetalheNoticia&id_area=1450&CO_NOTICIA=11459

Temporais: mais de 100 mil deixaram suas casas em Alagoas e Pernambuco
Além de afetarem o sistema de abastecimento de água e destruir linhas férreas, os temporais que atingem parte do Nordeste deixaram um saldo de 31 mortos e fizeram com que mais de 100 mil deixassem suas casas nos estados de Pernambuco e de Alagoas.

Em Alagoas, estado mais afetado, três cidades (Palmeira dos Índios, Capela e Jacuípe) estão com o fornecimento de água totalmente interrompido. Os temporais também destruíram mais da metade das linhas férreas pertencentes à Transnordestina. "A estrada de ferro que foi toda construída para contemplar a Transnordestina terá que ser toda refeita em cerca de 70%", afirmou o governador Teotonio Vilela Filho.

Já em Pernambuco, a Defesa Civil aponta que mais de 24 mil pessoas estão desalojados, em casas de amigos e parentes, e quase 18 mil estão desabrigadas, ou seja, dependem de abrigos públicos.

Na manhã de hoje (21), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a liberação de recursos para ajudar as vítimas das chuvas. Quando o tempo melhorar terá início o trabalho de limpeza, recuperação de casas, pontes e estradas.
http://www.pop.com.br/popnews/noticias/brasil/357751-Temporais:_mais_de_100_mil_deixaram_suas_casas_em_Alagoas_e_Pernambuco.html

Projeção para crescimento do PIB passa para 7,06%
Boletim Focus do Banco Central indica elevação do resultado
A projeção de analistas do mercado financeiro para o crescimento da economia neste ano aumentou pela 14ª semana consecutiva. A estimativa de analistas consultados pelo Banco Central (BC) para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos na economia, passou de 6,99% para 7,06%.

Para 2011, foi mantida a expectativa de 4,5%. As informações são do boletim Focus, publicação semanal elaborada com base em projeções do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.

Para o crescimento da produção industrial, não houve alteração nas projeções de 11,32% para este ano e de 5% para 2011. A estimativa para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB passou de 41,2% para 41%, neste ano, e de 39,85% para 39,7%, em 2011.Para a cotação do dólar, foi mantida a projeção de R$ 1,80, neste ano. Para 2011, a estimativa passou de R$ 1,86 para R$ 1,89.

A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) para este ano foi ajustada de US$ 15 bilhões para R$ 15,10 bilhões. No próximo ano, os analistas esperam um superávit comercial de US$ 6 bilhões, contra os US$ 6,23 bilhões previstos anteriormente.
[...]
Jornal do Comércio - http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=31760&codp=21&codni=3

Escolas estaduais administram menos de 2% dos gastos com alunos
22.06.10
Segundo pesquisa divulgada na última quinta-feira (17), as escolas estaduais de ensino médio de São Paulo administram menos de 2% dos gastos estimados por aluno ao ano. A investigação foi realizada pela professora Theresa Adrião, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Os dados da pesquisa "Caracterização dos recursos públicos destinados ao Ensino Médio: investigação em escolas estaduais paulistas", foram apresentados ao público no primeiro debate do ano da série "Desafios da Conjuntura", promovido pelo Observatório da Educação.
Adital - http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?boletim=1&lang=PT&cod=48807


A atividade contou com a presença do diretor de Infraestrutura Terrestre do DNIT, Hideraldo Caron. O engenheiro destacou, entre as obras, o viaduto da Unisinos, o primeiro estaiado do Rio Grande do Sul, com 25 metros de largura e rara beleza arquitetônica. Além disso, anunciou que, já em setembro, o trânsito na primeira alça do viaduto do Rincão, em Novo Hamburgo , deve ser liberado. Em julho, segundo Caron, deve ser concluído o projeto de melhorias na BR-116, obras que visam melhorar o trânsito na rodovia enquanto as obras da BR-448 são executadas. Entre elas, a instalação do Serviço de Atendimento ao Usuário, a aberura de vias laterais e de terceiras faixas, além de mais viadutos e passagens.

Ao conversar com a imprensa durante o trajeto, o deputado Ronaldo Zülke reafirmou que o comitê continuará acompanhando as obras de duplicação da ERS-118, considerada uma das estradas mais violentas do Estado. “A ERS-118 amarga a média de uma morte por atropelamento a cada 18 dias”, lamentou.

Comitiva

Além de deputados estaduais e federais, a comitiva foi integrada por prefeitos, vereadores, representantes do DNIT e das empresas que executam as obras. Em um ônibus fretado pelo órgão federal, os participantes, acompanhados pela imprensa gaúcha, tiveram a oportunidade de verificar in loco o andamento das obras em diversos pontos. A comitiva visitou as obras do viaduto do Rincão, em Novo Hamburgo ; do viaduto da Unisinos, em São Leopoldo ; o conteiro de obras da BR-448 no quilômetro zero, em Sapucaia do Sul; o acesso a Esteio, no Parque de Exposições Assis Brasil; o viaduto de acesso à BR-386, em Canoas; e a fábrica de pré-moldados, onde são feitas as peças que compõem as pontes e viadutos que estão sendo construídos ao longo da rodovia.

Ao final das visitas, o comitê fez um balanço das obras. Segundo o deputado Zülke, o ritmo é considerado muito bom. “Há um empenho das empresas em cumprir o calendário das obras”, frisou. Zülke acompanha o tema desde o lançamento do projeto para a BR-448 pelo governo Lula, por meio de Medida Provisória, em 2005. “Construir esta rodovia sem pedágios e com recursos garantidos é uma conquista dos gaúchos”, festejou. Empolgado com andamento da maioria das obras, o deputado anunciou que o comitê deve ampliar a pauta de trabalhos para o período. Devem ser incorporados os temas do trajeto do Trensurb em Canoas; a ponte sobre o Guaíba e o acesso à capital. “De nada adianta investir na região se o trânsito vai trancar na entrada de Porto Alegre”, observou. Zülke já se reuniu com a CONCEPA e solicitou agenda com o prefeito para tratar do assunto.


Randon confirma venda de 1.150 vagões para empresa japonesa
Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
A Randon Implementos e Participações, de Caxias do Sul, confirmou ontem a venda de 1.150 vagões ferroviários para a Mitsui Rail Capital Participações, do grupo japonês Mitsui & Co Ltd. O contrato é o maior da empresa gaúcha desde que ingressou no segmento ferroviário em 1998 com o lançamento do modelo transtrailer.

Este é o segundo contrato assinado entre as empresas neste ano. O outro negócio é de 300 vagões para o transporte de grãos pela Multigrain na malha ferroviária Centro-Atlântica, concessão da Vale. O diretor industrial Celso Santa Catarina acrescenta que, no momento, a Randon também está produzindo e entregando o lote de 229 vagões modelo hopper de bitola larga à Rumo Logística.
[...]
Com esta última transação a Randon mantém sua participação no mercado ferroviário doméstico, que é da ordem de 30% da produção de vagões de carga do Brasil. Em 2009 a empresa gaúcha entregou 314 unidades em alta de 314% sobre o ano anterior. Em recente encontro empresarial o diretor corporativo e de relações com investidores da Randon, Astor Schmitt, projetou a venda de 1,5 mil unidades em 2010.
[...]
http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=31754

Exportações de calçados cresceram 21,4% até maio de 2010
Faturamento ficou em US$ 627,7 milhões, alta de 12,1% nos cinco primeiros meses do ano
De janeiro a maio deste ano, as exportações brasileiras de calçados somaram 69,4 milhões de pares, um acréscimo de 21,4% em comparação a igual período do ano anterior, quando foram exportados 57,2 milhões de pares. O faturamento de 2010 ficou em US$ 627,7 milhões, alta de 12,1% em relação aos cinco primeiros meses de 2009, quando os valores ficaram em US$ 560,2 milhões. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), com base nos números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Apesar dos números positivos do País, no Rio Grande do Sul as vendas externas apresentaram queda no período. O Estado lidera as divisas de exportação, sendo responsável por US$ 308,1 milhões de janeiro a maio deste ano. No entanto, no mesmo período de 2009, as empresas gaúchas de calçados exportaram US$ 308,5 milhões, o que representa decréscimo de 0,1%. Em volume exportado, as fábricas do Estado contribuíram com 14,2 milhões de pares vendidos no período. Isso significa 10,4% a menos na comparação com 2009, quando foram embarcados 15,8 milhões de pares.

Situação diversa vive a indústria calçadista do Ceará, tanto em quantidade quanto em valores. O estado nordestino foi responsável por divisas da ordem de US$ 175 milhões este ano, contra US$ 122,2 milhões no ano passado, uma alta de 43,2%. Em termos de volume, as fábricas cearenses enviaram ao exterior 34,6 milhões de pares nos cinco primeiros meses de 2010, o que representa um crescimento de 45% frente aos 23,9 milhões embarcados em igual período de 2009.

Segundo Heitor Klein, diretor-executivo da Abicalçados, a diferença entre os resultados gaúchos e brasileiros já aconteceu em outros períodos e pode se tornar mais normal. "Os números mostram uma tendência, porque os novos investimentos da indústria de calçados estão se localizando no Nordeste, e é natural que o crescimento mais acentuado ocorra lá", destaca. Para Klein, o foco cada vez maior da indústria gaúcha em produtos com mais design e valor agregado, ao invés de calçados mais comuns para mercados de massa, também tem contribuído para a redução do volume exportado.

Os Estados Unidos seguem absorvendo a maior fatia dos calçados nacionais. Nos cinco meses deste ano, os americanos compraram 20,2 milhões de pares contra 15,2 milhões nos cinco primeiros meses de 2009. Até o ano passado, os embarques para este mercado registravam apenas números negativos. As vendas deste ano resultaram em US$ 157,2 milhões contra US$ 143,6 milhões em 2009. Parte da melhora das vendas, segundo o diretor da Abicalçados, deve-se a uma nova estratégia de inserção do produto nacional no mercado norte-americano. "Antes nós vendíamos para grandes cadeias varejistas e atacadistas, onde hoje a presença chinesa é avassaladora. Então estamos investindo em uma relação mais direta com pequenos varejos e redes de lojas, onde nos responsabilizamos por toda a operação logística de entrega do produto ao nosso cliente."

Em termos de volume, o segundo maior comprador brasileiro foi o Paraguai, responsável pela compra de 5,9 milhões de pares este ano, contra 3,9 milhões de pares de janeiro a maio do ano passado. Os outros mercados que mais adquiriram calçados nacionais foram Espanha (com 5,7 milhões de pares), Reino Unido (3,7 milhões) e a Itália (3,1 milhões), todos apresentando crescimento de volume e faturamento em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, os reflexos da crise europeia, principalmente na Espanha e na Itália, estão deixando os exportadores cautelosos."
http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=31763&codp=21&codni=3

domingo, 20 de junho de 2010

"E para os doentes crônicos nós iremos mandar o medicamento por correio." José Serra

Paulo Muzell
Num documento intitulado “Balanço das Finanças Públicas 2009” o governo Fogaça realizou a prestação de contas da sua gestão na Prefeitura no período 2005/2009. Na página 61 o documento trata dos gastos da saúde, ressaltando o crescimento nominal das despesas com esta função de governo. São apresentadas as despesas ano a ano com as ações e serviços públicos de saúde – as ASPS -, realizadas com recursos próprios e os respectivos percentuais que essas despesas representaram em relação à receita líquida de impostos e transferências (RLTI) da Prefeitura. Acontece que a prestação de contas foi feita segundo o critério da Secretaria do Tesouro Nacional, diverso do estabelecido na Lei Orgânica do Município de Porto Alegre que em seu artigo 164, § 2º determina um gasto mínimo com saúde correspondente a 13% da despesa global do orçamento anual, excluído do cálculo as despesas custeadas por transferências do SUS.
O exame dos balanços consolidados da Prefeitura informa que a despesa com saúde realizada com recursos próprios em nenhum dos cinco anos atingiu os 13%: em 2005 faltou aplicar 0,6%; em 2006 um “déficit” de 0,7%; em 2007 foram 1,7% a menos; em 2008 tivemos 1,9% a menos e em 2009 faltou aplicar 1,5%. Nos cinco anos, computando os valores correntes, históricos, foram subtraídos 180 milhões de reais da prestação de serviços pela rede municipal de saúde. Se considerarmos um “déficit” acumulado no qüinqüênio de 6,4% – calculado sobre uma despesa total anual prevista para 2010 de cerca de 3,3 bilhões -, poderemos afirmar que Fogaça “ficou devendo” a preços de hoje mais de 200 milhões à saúde.
O caos da saúde em Porto Alegre, conseqüência de uma desastrosa gestão tornou público vários episódios: denúncia de pagamento de propinas, fechamento de postos de saúde, desvio de recursos do PSF dentre muitos outros lamentáveis episódios, dentre os quais consta até um assassinato. Sabemos, agora, que a essas causas, se soma uma outra: foram, também, sonegados recursos à saúde por descumprimento da lei. Com a palavra o Conselho Municipal de Saúde, a quem cabe o exame da prestação de contas da área da saúde.

http://rsurgente.opsblog.org/2010/06/12/fogaca-descumpriu-lei-organica-e-deixou-de-aplicar-200-milhoes-na-saude/

Do Blog da Rosane:
Aula de História
Cicerone de Tarso Genro no último roteiro pela região das Missões, o ex-governador Olívio Dutra deu uma aula de história ao candidato na visita às Ruínas de São Miguel. Formado em Letras e cursando pós-graduação na UFRGS, Olívio impressionou o companheiro com detalhes sobre as reduções jesuíticas.
Nas cidades das Missões por onde a caravana passou, Olívio recebeu tratamento de ídolo e foi abrindo caminho para o candidato ao Piratini. Os líderes do PT acreditam que o entrosamento entre os dois será um dos trunfos de Tarso nesta eleição.
[...]
http://wp.clicrbs.com.br/rosanedeoliveira/?topo=13,1,1,,,13

sábado, 19 de junho de 2010

Sessão Especial Antidrogas

Nestor Schwertner (PT) promove Sessão Especial Antidrogas na próxima terça-feira (22/6)

Por proposição do vereador Nestor Pedro Schwertner (PT/SL), a Câmara Municipal de São Leopoldo promove sessão especial à Semana Nacional do Antidrogas, na próxima terça-feira (22/6), às 19:30, no plenário da Casa (rua Independência, 66, Centro). A atividade acontece em parceria com o Conselho Municipal de Entorpecentes (Comen), que foi instituído por lei municipal em 2009.
A Semana Nacional do Antidrogas ocorre de 19 a 26 de junho e o Dia Mundial é referendado em 26 de junho. Esse período tem o objetivo de unificar as lutas de combate ao uso de drogas lícitas e ilícitas que provocam a doença da dependência química.
http://nestorpt13.blogspot.com/
.
Tornozeleiras eletrônicas vão monitorar 15 presos no RS em experiência inédita no Brasil
Cada policial terá condições de monitorar entre 250 e 300 presos
Foto: Zero Hora
Em quatro dias, o Governo do Estado vai iniciar uma experiência inédita no Brasil: o monitoramento de presos por tornozeleiras eletrônicas. Quinze apenados do regime aberto serão acompanhados durante 30 dias a partir de terça-feira (22). A cada minuto, o aparelho emitirá um sinal que possibilitará a localização dos presos.

Eles cumprem a condenação nos institutos penais de Viamão e Irmão Miguel Dario, em Porto Alegre, e não são considerados violentos. Um dos objetivos é mantê-los longe da criminalidade e da massa carcerária.

Com chance de fraude praticamente nula, a tornozeleira teve aprovação do Judiciário gaúcho. O aparelho funciona com sinal GSM (igual à usada em celulares e de radiofrequência) e sua bateria dura entre 24 e 48 horas. Quando faltarem sete horas para terminar a carga, o equipamento emitirá um sinal. O tempo médio de recarga é de uma hora. A tornozeleira foi produzida por uma empresa brasileira com tecnologia americana, e em outros estados só foi testada em servidores do setor de segurança.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=222889

Justiça anula decisão que obrigava Ford a indenizar o Estado
Empresa havia sido condenada a pagar R$ 130 milhões em valores da época

A 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ) do Estado provocou uma reviravolta no episódio da perda da montadora da Ford no Rio Grande do Sul.

Ao decidir que há conexão entre duas ações judiciais envolvendo o caso, a câmara anulou a sentença de primeiro grau que condenava a empresa a indenizar o Estado em R$ 130 milhões em valores da época, que podem alcançar R$ 1,4 bilhão com a atualização e os juros devidos ao longo de 12 anos.
[...]
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Economia&newsID=a2943328.xml

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Berfran será o vice de Yeda para disputa do Governo do Estado

Anúncio sai segunda-feira, juntamente com aliança para proporcional
O nome do deputado estadual Berfran Rosado (PPS) como candidato a vice-governador será confirmado na segunda-feira pela governadora Yeda Crusius (PSDB). A chefe do Executivo gaúcho também anuncia que a composição inclui aliança na proporcional para a Assembleia Legislativa entre PSDB e PPS. Para a Câmara dos Deputados, o PPS concorre sozinho e os tucanos fazem aliança com o PP.
[...]
Para o deputado Paulo Borges (DEM), a saída do PPS não altera as definições do bloco. "Essa questão não vai interferir em nada. Para o PPS, seria mais vantajoso estar conosco, já que com o PSDB e o PT eles terão dificuldade para eleger parlamentares", pondera.

Gisele Ortolan e Samir Oliveira - Foto: João Mattos/JC
Jornal do Comércio - http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=31442
 .
TSE decide que ficha limpa vale já para condenados
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje que os políticos condenados por órgãos colegiados antes de sancionada a Lei da Ficha Limpa também estão inelegíveis. As mudanças na lei, portanto, não valem somente para aqueles políticos que forem condenados a partir da sanção e publicação da norma, em 7 de junho deste ano.

Na lista dos barrados em decorrência dessa decisão do TSE está, por exemplo, o deputado Paulo Maluf (PP-SP), condenado por improbidade administrativa. Além dos casos de condenação, a lei vale também para os parlamentares que renunciaram ao mandato para evitar processos de cassação por quebra de decoro. Esta lista é extensa: o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, o ex-senador Joaquim Roriz (PSC) e os ex-deputados distritais Junior Brunelli e Leonardo Prudente, flagrados recebendo dinheiro do mensalão do DEM.

Os ministros indicaram que não poderá haver aumento da sanção para os políticos que foram condenados definitivamente no passado pela Justiça Eleitoral. Antes, a pena de inelegibilidade era de 3 anos. Com a nova lei, passou para 8 anos. Nessa situação estão políticos que foram cassados recentemente pelo TSE, como os ex-governadores do Maranhão, Jackson Lago (PDT), da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), e de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB). No entanto, como os ministros não decidiram especificamente sobre essa questão, os três ex-governadores ainda podem se tornar inelegíveis.

Agencia Estado
http://www.pop.com.br/popnews/noticias/politica/356508-TSE_decide_que_ficha_limpa_vale_ja_para_condenados.html
.
Motociclista que atropelou professora na Capital é indiciado por homicídio doloso
Thomaz Jorge Aguiar Fará assumiu o risco ao conduzir a moto em alta velocidade e cruzar sinal vermelho, afirmou delegado Gilberto Montenegro
.
Líderes do PSDB, PP e PPS dão como certo Berfran Rosado como candidato a vice-governador na chapa Yeda Crusius
Ele é o preferido de Yeda e deve aceitar a indicação
.
Roberto Jefferson diz que PTB também briga pela vice de Serra
O presidente do PTB, Roberto Jefferson, afirmou nesta quinta-feira (17) que seu partido também está disposto a entrar na briga pela indicação do vice-presidente que vai compor a chapa de José Serra (PSDB) à Presidência. Em seu Twitter, Jefferson disse que não haverá nenhuma imposição do DEM para o posto.
[...]
Tudo em http://www.camera2.com.br/noticias.php?limpa_sql=0
.
Lula elogia Conselhão e prioridade à educação
Para presidente, se não existisse o grupo, seria necessário criá-lo
Depois de ouvir as conclusões do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que apontou a educação como prioridade, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que, se não existisse o Conselhão, seria preciso criá-lo "só para chegar a essa conclusão". "Se em outros momentos da história tivéssemos um conselho como esse, que discutisse tecnologia, desenvolvimento e educação, possivelmente seríamos hoje o que estamos nos propondo a ser daqui a dez ou 15 anos", afirmou Lula.

O presidente lembrou que tanto ele quanto o vice-presidente José Alencar, "dois brasileiros sem diploma universitário", estão hoje "com o carimbo de presidente e vice que mais universidades e cursos de extensão universitária fizeram no Brasil".

"Foram 105 extensões (universitárias) pelo Brasil afora e 214 escolas técnicas que concretizaram o sonho que muita gente tinha há muito tempo", informou. "Parece pouco, mas é duas vezes e meia o número (de escolas técnicas) feitas em todo o século 20", afirmou. Ele citou também a criação de universidades federais e de instituições de ensino que abrangem as realidades da América Latina e afro-brasileira.

"O ProUni foi uma das coisas mais extraordinárias que fizemos. Já temos 706 mil alunos, e este ano entregarei os primeiros 540 diplomas de medicina para estudantes pobres beneficiados. É um orgulho similar ao que eu e o Alencar (vice-presidente) tivemos ao ver nossos filhos com diploma", completou.
[...]
Jornal do Comércio - http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=31460&codp=21&codni=3
.
Morre o Nobel de Literatura José Saramago
O escritor português José Saramago morreu hoje (18), aos 87 anos, em sua casa na ilha espanhola de Lanzarote, nas Canárias. Era o começo da tarde local. Ele estava doente e seu estado vinha se agravando. Ele já não saía de casa há semanas. As suspeitas recaem sobre problemas respiratórios.

Saramago nasceu em 1922, em Colegã, e durante sua vida trabalhou como escritor, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta. Sua obra é composta por 16 livros e várias peças, poesias, contos, crônicas. Um de seus principais livros, "Ensaio Sobre a Cegueira", virou filme nas mãos do cineasta Fernando Meirelles. Em 1998, ele ganhou o Nobel de Literatura por "sustentar, com parábolas, com imaginação, compaixão e ironia nossa apreensão de uma realidade ilusória". Também ganhou o Prémio Camões, o mais importante prémio literário da língua portuguesa.

Ele é conhecido por posições radicais: era ateu convicto, membro do Partido Comunista Português e foi um dos fundadores da Frente Nacional para a Defesa da Cultura. Era crítico ferrenho do Papa Bento XVI e de Israel, o que lhe rendeu acusações de anti-semitismo.
http://www.pop.com.br/popnews/noticias/mundo/356595-Morre_o_Nobel_de_Literatura_Jose_Saramago.html
.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

NOTA DO CPERS/SINDICATO

A violência nas dependências das escolas do Rio Grande do Sul é reflexo da falta de segurança verificada nas ruas das cidades gaúchas. A falta de política de atendimento à população em áreas essenciais como saúde, educação e segurança reflete as precárias condições de vida da população. Esse atendimento precário divide a sociedade entre aqueles que conseguem sobreviver e aqueles que não conseguem, gerando um ambiente de violência que acaba vitimando a todos.

Para o CPERS/Sindicato, não será com a contratação de empresas privadas de segurança que o governo do estado vai resolver a insegurança enfrentada por alunos e profissionais da educação dentro das escolas da rede estadual. Na tentativa de resolver um problema o governo pode estar criando um outro ainda maior que é a colocação de pessoas armadas sem o devido preparo para garantir a segurança num espaço de socialização.

A segurança nas dependências das escolas e em suas cercanias é de competência da força pública de segurança, no caso, a Brigada Militar que tem preparo para esse tipo de serviço. Ao colocar a segurança nas escolas nas mãos de empresas privadas, o governo se exime da sua responsabilidade. A falta de efetivo para garantir uma segurança pública de qualidade se deve ao mesmo problema verificado com a falta de professores: concurso público.

http://www.cpers.com.br/index.php?&menu=1&cd_noticia=2481
Mãos ao alto, professora
JUREMIR MACHADO DA SILVA*
As palavras mudam de sentido. Muda uma letra, ou duas, e muda tudo. Craque virou crack. Vida de professor transformou-se em atividade de alto risco. Uma professora foi assaltada, em Porto Alegre, dentro da sala de aula, por um adolescente armado com um revólver enferrujado, calibre 32. O guri era ex-aluno da escola. Houve um tempo, perdido nas brumas do passado, em que professores e salas de aula eram sagrados. Levava-se maçã para a professora. Muitas vezes, a professorinha era o primeiro amor, idealizado, impossível, platônico, de um menino. A sala de aula era o lugar da autonomia do mestre, um templo, um palco, a esfera maior do conhecimento. Acabou.

As balas de hoje destinadas aos professores são de revólver. A situação é tão melancólica, para bem e para mal, que o assaltante não tinha munição. Roubou R$ 10,00 da professora. Essa quantia diz muito, diz tudo, grita como o sintoma de uma doença grave, um mal que está aí, bem aí, mas vai sendo empurrado com a barriga. Talvez a professora assaltada seja uma pessoa sensata, aos 58 anos de idade, e não vá para a escola com muito dinheiro na bolsa. Ou quem sabe, escolada, como todos nós, carregue apenas o dinheiro do transporte e o dinheiro do ladrão. Mais provável é que uma professora, na metade do mês, não tenha mais do que R$ 10,00 para carregar no bolso. Esse é o estado das coisas, o estado ao qual chegamos, o caos.

E os governos, que ainda não fizeram a parte deles, não garantiram sequer a integridade dos professores, desandam a falar em meritocracia, transferindo para os professores, que ganham pouco e são agora assaltados dentro das salas de aula, a responsabilidade pela falência do sistema. Ao defender a tal meritocracia, os tecnocratas e os políticos, falsamente racionalistas, estão dizendo que se algo vai mal é por culpa da preguiça ou da incompetência dos professores. Essa é uma das maiores infâmias destes dias melancólicos em que, paradoxalmente, fala-se em sociedade da informação, mas se faz do saber uma categoria de quinta classe. Escolinha como objeto de desejo de pais e alunos, só de futebol. Nelas, talvez o mestre ainda seja respeitado e receba doces. Nem que seja por medo de se perder lugar no time.

Eu ainda sonho com um Brasil voltado para a escola como espaço sagrado. Isso só acontecerá a partir do momento em que se considerar o ensino como primordial e os salários forem melhorados a ponto de alterar a vida cotidiana e cultural dos mestres. Um professor precisa ganhar o suficiente para comprar livros todo mês, ir ao cinema, ao teatro, a shows, a bons restaurantes, viajar e sempre ampliar horizontes. Quem não valoriza, não pode cobrar desempenho. Mesmo assim, como se diz popularmente, os professores desempenham, "na moral". Sonho com o dia em que será impossível um ex-aluno ou um aluno apontar uma arma para uma professora. Por respeito, por veneração, por amor. Ou, cinicamente, sonho com o dia em que, ao menos, a professora terá R$ 50,00 na sua bolsa.

JUREMIR MACHADO DA SILVA é professor e jornalista

* Artigo publicado no Jornal Correio do Povo, edição do dia 17 de junho de 2010.

Secretário de Yeda admite sacrifício da Saúde e da Educação pelo déficit zero

A Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2011, enviada pelo governo à Assembleia Legislativa, repete formula adotada pela governadora Yeda Crusius nos três anos anteriores com a finalidade de atingir o déficit zero. Os cortes na Saúde e Educação deverão continuar financiando o ajuste fiscal, conforme admitiu o próprio secretário do Planejamento, José Alberto Parode, em audiência pública realizada hoje (17) pela manhã na Comissão de Finanças e Planejamento da Assembleia Legislativa.

Nem os integrantes da base governista apareceram  para defender o projeto da governadora.  Além  do presidente da comissão, só o deputado Raul Pont (PT) participou de toda a  discussão. O líder do governo, Adilson Troca (PSDB), só apareceu nos momentos finais da audiência.

Pont voltou a cobrar do Executivo o cumprimento dos percentuais exigidos por lei na saúde e na educação. Segundo o vice-líder do PT, a opção política do governo tucano de atingir o déficit zero a qualquer custo trouxe conseqüências graves para a sociedade. Citou como exemplos o fechamento de 200 escolas estaduais durante a gestão tucana e a falta de vagas no ensino médio. “O custo social tem sido enorme. A situação só não é pior  pois os municípios estão assumindo o ensino fundamental”, apontou.

A LDO para 2011 prevê a aplicação de apenas 26% da receita líquida de impostos e transferência na rede estadual de ensino.  A Constituição Estadual exige o percentual mínimo de 35%. Na saúde, o governo tem aplicado em torno de 5% no atendimento universal, incorporando gastos em outras áreas para simular o cumprimento da Emenda Constitucional 29, que determina a aplicação de 12% no setor. “Se o governo não concorda com a legislação, deve assumir o custo disso e propor mudanças. O que não pode é descumprir a Constituição”, contestou.

Política equivocada
Para o petista, o governo deve reavaliar a sua política fiscal, levando em conta “os pífios resultados obtidos”. “O Rio Grande cresceu menos do que a média nacional e ainda impôs um enorme custo social a população. Está mais do que na hora de reavaliar”, frisou.

Pont criticou também as renúncias fiscais que, segundo ele, equivalem a 38% da receita, somando R$ 8 bilhões.

Olga Arnt - MTB 14323 | PT   11:47 - 17/06/2010
http://www.al.rs.gov.br/ag/noticias.asp?txtIdMateria=249110

Cresce a exportação do Estado para emergentes
Balanço da Fiergs mostra que as vendas da indústria subiram 19,5% para esses países até maio; a expansão para grupo dos desenvolvidos foi de apenas 8,3%
As exportações da indústria gaúcha cresceram 15% nos cinco primeiros meses de 2010, ante o mesmo período do ano passado, e totalizaram US$ 4,76 bilhões, representando 84% dos embarques totais do Estado. Nessa base de comparação, as vendas aos países emergentes aumentaram 19,5%, enquanto para as nações desenvolvidas expandiram apenas 8,3%. "O desempenho mais modesto para destinos importantes como Estados Unidos e Europa ainda é reflexo dos efeitos da crise econômica mundial nessas regiões, onde houve uma forte desaceleração do consumo e dos investimentos. Os exportadores gaúchos tiveram que se adaptar a essa realidade e procurar novos mercados consumidores", explicou o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Paulo Tigre.
[...]
http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=31418

Frente Parlamentar em Defesa do Piso Regional recebe apoio do senador Paulo Paim
Na tarde desta quinta-feira (17), a Frente Parlamentar em Defesa do Piso Mínimo Regional, coordenada pelo deputado Heitor Schuch (PSB), recebeu  a adesão formal do senador Paulo Paim (PT). O senador também manifestou apoio à emenda parlamentar que fixa o reajuste do piso regional em 9,68%, de autoria de Schuch, com a assinatura de outros onze parlamentares.

Paulo Paim defendeu que, frente os números positivos apresentados pela economia do país e do estado e frente as perspectivas de crescimento para um futuro próximo, a reposição de 9,68% é a mínima aceitável para o Rio Grande do Sul. “Além disso, esse é um dinheiro que volta para a economia. Quem ganha R$ 500,00 gasta tudo, reativando atividade dos empresários e do governo, que vai arrecadar impostos”, argumentou.
[...]
Vanessa Canciam - MTB 2060 - Edição: Letícia Rodrigues - MTB 9373
http://www.al.rs.gov.br/ag/NOTICIAS.ASP?txtIDMATERIA=249126&txtIdTipoMateria=3