Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Lula defende que Estado privilegie ações voltadas aos mais pobres

11/12/2010 07:30h
Ivan Richard - Repórter da Agência Brasil
Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na sexta-feira (10) que o Estado deve privilegiar as ações voltadas às classes mais pobres do país. Para Lula, os ricos não precisam do Estado. As declarações foram dadas durante cerimônia de assinatura para obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste.

“Dê a um pobre R$ 10 que ele vira consumidor, dê a um outro cidadão [rico] R$ 1 milhão que ele vira especulador. Essa é a diferença básica do crescimento econômico desse país”, discursou Lula em Ilhéus na Bahia.

“As pessoas pensam que o Lula só cuida de pobres, o Bolsa Família é para pobre, o Luz para Todos é para Pobre. Primeiro que o Estado é para cuidar dos pobres, os ricos não precisam do Estado. Quem precisa do Estado é a parte mais pobre do país”.

Segundo Lula, os dados divulgados na quinta (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o país poderá crescer entre 8,4% e 8,5% neste ano, mas isso só valerá a pena se houver distribuição de renda. “Não basta crescer. Junto do crescimento a gente tem que ter uma política de distribuição de renda, melhorar a vida daqueles que mais precisam e a gente sabe que essa cominação é possível”.

De acordo com o Ministério dos Transportes, o trecho entre Ilhéus e Caetité terá 537 quilômetros de extensão com investimento de R$ 2,4 bilhões. O primeiro trecho tem entrega prevista para dezembro de 2012. Outro trecho da ferrovia, Caetité-Barreiras-São Desidério (BA), tem previsão de entrega dos seus 485 quilômetros para dezembro de 2013.

O empreendimento integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e ligará as cidades baianas de Ilhéus, Caetité e Barreiras a Figueirópolis, no Tocantins.

http://www.pop.com.br/popnews/noticias/politica/425364-Lula_defende_que_Estado_privilegie_acoes_voltadas_aos_mais_pobres.html

Região é responsável por 18,5% do PIB gaúcho, aponta FEE
Número representa R$ 36,997 bilhões, sendo que o total do Estado é de R$ 199,499 bilhões.
Da Redação - 10 de dezembro de 2010 - 22h14
Novo Hamburgo - A Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul (FEE) divulgou nesta sexta-feira, em Porto Alegre, a Pesquisa do Produto Interno Bruto (PIB) de 2008. As 52 cidades da região são responsáveis por 18,5% do PIB gaúcho, o que representa R$ 36,997 bilhões, sendo que o total do Estado é de R$ 199,499 bilhões.

Duas cidades da região estão entre as dez com maior PIB do Estado. Canoas está na segunda colocação e Novo Hamburgo na sétima colocação, mesmos lugares que ocupavam em 2007. Entre os maiores estão também Porto Alegre, Caxias do Sul, Gravataí, Triunfo, Rio Grande, Pelotas, Passo Fundo e Santa Cruz do Sul.
http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/geral,canal-8,ed-60,ct-512,cd-296516.htm

Novas notas de R$ 50 e R$ 100 começam a circular na segunda-feira
Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Banco Central (BC) lança na próxima segunda-feira (13) a segunda geração da família de cédulas do real. Primeiro, entrarão em circulação as novas notas de R$ 50 e de R$ 100. Em 2011, será a vez das notas de R$ 10 e de R$ 20 e, por último, a partir de 2012, começará a substituição das notas de R$ 2 e de R$ 5. De acordo com o BC, as duas notas de maior valor são as que demandam maior proteção contra tentativas de falsificação e, por isso, estão sendo lançadas antes das demais. Mais de 70% das cédulas falsas apreendidas no país são de R$ 50 e de R$ 100.

“As novas notas entrarão em circulação por meio dos bancos comerciais, sendo que as cédulas atuais continuarão valendo e somente serão retiradas de circulação em decorrência do desgaste natural”, informou o BC, em nota. Na página do banco na internet, a autoridade monetária avisa que “não há necessidade de trocar as notas antigas por novas na rede bancária, pois as duas famílias conviverão em circulação por prazo indeterminado”.

A necessidade de dar mais segurança às notas foi a justificativa do BC para a criação da nova família de dinheiro de papel. “Com o avanço das tecnologias digitais nos últimos anos, é necessário dotar as nossas cédulas de recursos gráficos e elementos antifalsificação mais modernos, capazes de continuar garantindo a segurança do dinheiro brasileiro nos próximos anos”.
[...]
Edição: Vinicius Doria
http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=1368B2B8CBE58A836457D271134B0C1B?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-4&p_p_col_pos=5&p_p_col_count=8&_56_groupId=19523&_56_articleId=1119552

Professores do ensino privado querem aumento real de salários
Reivindicação se baseia nos reajustes de mensalidade acima da inflação e conjuntura econômica.
Da Redação - 11 de dezembro de 2010 - 18h42
Porto Alegre - Em assembleia realizada na tarde deste sábado, 11, na sede estadual do Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinpro/RS), os professores definiram a agenda de mobilização com vistas às negociações coletivas 2011. Os professores definiram o percentual de 9% de reajuste salarial, percentual que engloba a reposição salarial do período (março de 2010 a fevereiro de 2011) e aumento real de salário. A data-base da categoria é maio.

"A avaliação de que a conjuntura econômica é promissora para o ensino privado, aliada a uma trajetória de reajustes das mensalidades acima da inflação nos últimos anos, embasa a expectativa e a reivindicação dos professores de aumento real de salário nas negociações coletivas para 2011", destaca Marcos Fuhr, diretor do Sinpro/RS.

Na assembleia, os professores aprovaram a proposta de mobilização da categoria e de atividades públicas para divulgação das reivindicações e dos desdobramentos das negociações coletivas a partir de março de 2011

Foi decidida a realização de plenárias regionais e de diversas atividades em locais públicos com o objetivo de informar aos pais de alunos e à sociedade sobre a realidade dos professores do ensino privado e detalhar as suas reivindicações. A assembleia aprovou a previsão orçamentária do Sinpro/RS para o exercício 2011.

http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/ensino,canal-8,ed-149,ct-216,cd-296575.htm

Construtora de Sapucaia vence licitação para obras do Aeromóvel
Empresa será a responsável pelos trabalhos civis da via elevada, em Porto Alegre.
Da Redação - 10 de dezembro de 2010 - 17h15
Porto Alegre - A Trensurb divulgou nesta sexta-feira o nome da empresa vencedora para a execução das obras do Aeromóvel, que ligará a estação Aeroporto do trensurb ao Terminal 1 do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. A Construtora Premold, de Sapucaia do Sul, com a proposta no valor de R$ 7.2229.768,19 será a responsável pelos trabalhos civis na via elevada, que iniciam em janeiro de 2011.

Todas as propostas foram recebidas na manhã desta sexta-feira no auditório da Trensurb, na Capital.

Termo de cooperação - Nesta semana, a Trensurb assinou o Termo de Cooperação com a Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária). O protocolo é importante em função da implantação do sistema.

Projeto - Orçado em R$ 29,8 milhões, o projeto usa tecnologia 100% nacional e será totalmente desenvolvido no Rio Grande do Sul. Os veículos suspensos, movidos a ar, permitirão integração e acesso rápido e direto dos usuários ao terminal. O trajeto de 944 metros, com duas estações de embarque, será percorrido em 90 segundos. A linha contará com dois veículos, um com
capacidade para 150 pessoas e outro para 300. A escolha de qual carro estará em funcionamento dependerá da demanda do período.

Desenvolvido pelo Grupo Coester, de São Leopoldo, o Aeromóvel é um meio de transporte automatizado, em via elevada, que utiliza veículos leves, não motorizados, com estruturas de sustentação esbeltas. Sua propulsão é pneumática – o ar é soprado por ventiladores industriais de alta eficiência energética, por meio de um duto localizado dentro da via elevada. O vento empurra uma aleta (semelhante a uma vela de barco) fixada por uma haste ao veículo, que se movimenta sobre rodas de aço em trilhos.

Imagem: Reprodução/Trensurb - http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/geral,canal-8,ed-60,ct-198,cd-296485,manchete-true.htm

Justiça Federal nega pedido de remarcação de data de nova prova do Enem
Solicitação de adiamento havia sido requerida pela Defensoria Pública da União (DPU) do RJ.
Agência Brasil - 10 de dezembro de 2010 - 20h20
Brasília - A Justiça Federal no Rio de Janeiro negou o pedido de adiamento da nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcada para quarta-feira (15). A ação que pedia a remarcação da prova foi ajuizada pela Defensoria Pública da União (DPU) no estado.

Segundo a juíza Aline Araújo, a DPU não poderia ter sido autora da ação civil pública porque suas atribuições limitam-se à defesa do direito dos necessitados. "Tratando os presentes autos da designação de data para realização do Enem 2010, sem qualquer menção à hipossuficiência econômica de quaisquer dos estudantes sujeitos ao exame, há que se reconhecer a ilegitimidade passiva da Defensoria Pública para o manejo da ação civil pública", afirma a juíza.
[...]
http://www.jornalvs.com.br/site/noticias/ensino,canal-8,ed-149,ct-730,cd-296500.htm

Governo lança CD-ROM com memória da resistência à ditadura militar
Gilberto Costa
Repórter da Agência Brasil - 10/12/2010 - 13:54
Brasília – Oito mil escolas públicas de ensino médio de todo o país irão receber do governo federal um CD-ROM com a história de 394 mortos e desaparecidos durante a ditadura militar (1964-1985). O trabalho, feito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com apoio do Ministério da Educação (MEC) e sob a encomenda da Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República, foi apresentado hoje (10) em Brasília.

O CD-ROM foi elaborado a partir dos arquivos do projeto Direito à Memória e à Verdade da SDH e outros documentos. Além da biografia dos perseguidos políticos, o CD vai permitir aos professores e estudantes conhecer o contexto histórico e cultural do período com acesso à cerca de 4 mil fotografias e ilustrações, 300 vídeos e mais 300 canções que fizeram parte dos protestos e da resistência à ditadura.

“Essa juventude hoje não conhece os anos difíceis que o país passou”, disse o ministro da Educação, Fernando Haddad, no lançamento. Segundo ele, o CD-ROM “será festejado como um instrumento de transformação”. Para Haddad, há um efeito pedagógico e cívico na iniciativa. “Democracia se apropria com a cultura. Não é nata do ser humano”, disse ao enfatizar que os valores democráticos precisam ser ensinados.

O ministro Paulo Vannuchi enfatizou que o CD ROM é uma experiência “absolutamente pioneira” em projetos de memória. “Não lembro de ter ouvido falar em outro país”, disse. SDH e MEC também são parceiros na elaboração das diretrizes curriculares nacionais para direitos humanos.

O CD-ROM deverá virar um site a ser desenvolvido pela UFMG. O trabalho foi coordenado pela professora Heloisa Maria Murgel Starling do departamento de história da UFMG e contou com a participação de 15 estudantes de várias áreas, entre elas, história, direito e comunicação.
[...]
Edição: Lílian Beraldo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/home;jsessionid=1368B2B8CBE58A836457D271134B0C1B?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-3&p_p_col_pos=2&p_p_col_count=6&_56_groupId=19523&_56_articleId=1119579

2 comentários:

Valdecy Alves disse...

Precisamos cada vez mais divulgar para cada pessoa, de todas as idades, de todas nacionalidades, credos de todas faixas etárias... a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Leia matéria sobre o tema em: http://valdecyalves.blogspot.com/2010/12/direitos-humanos-declaracao-universal.html

carlos disse...

Reajuste salarial- É justa a reivindicação dos professores da rede privada em almejar reajuste salarial com ganhos reais, isto é, acima da inflação.(9%) O estupendo crescimento da economia justifica o que eles desejam.
Entretanto, torna mais flagrante, o vergonhoso reajuste que o Governo YEDA concedeu aos trabalhadores em educação em 4 anos de seu governo: 6%. Sim, 6% parcelado em duas vezes. Esse desrespeito tucano com os educadores se agiganta, à medida que se anuncia um crescimento do PIB estadual acima de 8% em 2010. O deficit Zero de YEDA, tão propalado pelo Governo e pela grande mídia, na verdade, não passa de grande calote dado ao educadores. Assim, é fácil adiantar o 13º salário, quando todos os meses se paga um salário miserável aos trabalhadores em educação. Como esse governo se aproxima do final, é importante, que estejamos prontos a cobrar do Governo Tarso tudo que o Governo YEDA ficou nos devendo. Piso Nacional Já!