Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Aos Colegas Gremistas e Colorados

Grêmio faz 4 a 2 e troca de posição com o São Paulo
Em um jogo eletrizante, o Grêmio aplicou 4 a 2 no São Paulo no Estádio Olímpico nesta quarta-feira, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do time gaúcho foram marcados por André Lima (duas vezes), Jonas e o estreante Diego Clementino. Rogério Ceni, de pênalti, e Marlos fizeram os gols são-paulinos.

O Grêmio dominou quase toda a partida. No primeiro tempo, o time de Renato Gaúcho pressionou o São Paulo na maior parte do tempo e abriu 2 a 0, mas o time de Sérgio Baresi descontou no finzinho. O Tricolor Paulista empatou no começo da etapa final, com o próprio Marlos, mas o Grêmio foi para cima de novo e, na base da empolgação e com bom futebol, buscou a vitória.
[...]
http://www.pop.com.br/esportes/noticias/gremio/397782-Gremio_faz_4_a_2_e_troca_de_posicao_com_o_Sao_Paulo.html

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Pesquisa CNT/Sensus: Dilma vitoriosa já no primeiro turno, com 54,7% dos votos


CNT/Sensus
A pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta quarta-feira (29) também mostra Dilma vitoriosa já no primeiro turno, com 54,7% dos votos, seguida por Serra com 29,5% e Marina com 13,5%.

Ibope mostra Dilma estável com 50% e Serra em queda com 27%
Segundo a pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (29), em Brasília, Dilma Rousseff (PT) se manteve estável, com 50% das intenções de voto, enquanto José Serra (PSDB) caiu um ponto percentual e ficou com 27%. Já Marina Silva (PV) subiu um ponto e passou para 13%.

O levantamento, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), também aponta brancos e nulos com 4% e indecisos com 4%. Os demais presidenciáveis somaram 1%. O cenário diz respeito à pesquisa estimulada, quando é apresentada uma lista de candidatos ao entrevistado.

Na espontânea, Dilma aparece com 44%, Serra tem 21% e Marina, 10%. Nesse caso, o presidente Lula, que sequer é candidato, ficou um 1% das intenções de voto. Em relação a um possível segundo turno entre os presidenciáveis petista e tucano, a ex-ministra da Casa Civil teria 55%, contra 32% do ex-governador de São Paulo.


http://www.pop.com.br/popnews/noticias/politica/397408-Ibope_mostra_Dilma_estavel_com_50__e_Serra_em_queda_com_27_.html

STF suspende análise da obrigatoriedadede de dois documentos para votar, quando estava 7 a 0 pela derrubada da exigência
O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o julgamento de ação sobre a obrigatoriedade de apresentação de dois documentos para votar no dia da eleição devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

A obrigatoriedade era contestada pelo PT. A suspensão do julgamento aconteceu quando já havia maioria pela derrubada da exigência. O placar era de 7 a 0.

A determinação de apresentar os dois documentos na hora de votar foi fixada pela minirreforma eleitoral, aprovada pelo Congresso Nacional no ano passado. A obrigação foi questionada em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) pelo PT.

Para o partido, a dupla identificação seria uma redundância porque, uma vez cadastrado pela Justiça Eleitoral, o cidadão já é eleitor e só precisaria comprovar a própria identidade.

Segundo a legenda, “a exigência de portar o título de eleitor no ato de votação não é inspirada por nenhuma grande razão prática ou jurídica, redundando em mero formalismo. Esse tipo de rigorismo não é estritamente indispensável para a segurança do sistema de votação, ao passo que certamente afastará do protagonismo político muitos eleitores que não conhecem as minúcias da burocracia eleitoral”, afirmou o partido na ação.
[...]
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=240811

COLETIVA PROMETIDA

Ontem,  durante o debate na RBS-TV,  o candidato ao governo do Estado pelo PRP prometeu numa coletiva de imprensa divulgar nova denúncia contra o governo YEDA.

A coletiva de imprensa prometida por Aroldo Medina (PRP) para divulgar caso de empresa que ganhou licitação no governo estadual e não apresentou alvará de funcionamento que, inicialmente, seria ao meio dia, terminou sendo antecipada para 7 h . Segundo o candidato, a antecipação de horário era a  resposta às provocações de Yeda.

Reajuste salarial: Enquanto o salário da Governadora que alardeia o ajuste fiscal, teve um aumento, de aproximadamente, em números redondos, de R$ 10.000,00, os educadores no mês de setembro receberam  os míseros 4%. Isso significa, que nos últimos cinco anos, os trabalhadores em educação estaduais por 20 h semanais receberam R$ 20,00 de reajuste, em média. Teve professor me ligando dizendo que recebeu aumento de R$ 14,00. Assim, o Governo YEDA, poderia também ser denominado pelos trabalhadores em educação como o GOVERNO DA MISÉRIA.

No entanto,  a governadora disse no debate ontem que os servidores públicos ganharam no seu governo aumentos acima da inflação. Entendem, agora, porque chamo o Governo YEDA de Governo da mentira?

Eleições 2010
Conversando com algumas pessoas ontem fiquei impressionado como o alto o número de eleitores que ainda não decidiram por candidatos a deputados estaduais e federais. Talvez,  o excesso de marketing de alguns candidatos, como também,  o grande número dos que  concorrem às vagas da Assembléia e da Câmara estejam  contribuindo para a indecisão da escolha ...

Você já escolheu seus candidatos? A hora de votar se aproxima....

Siden Francesch do Amaral- Professor Estadual


Emails falsos sobre Dilma Rousseff
Do blog Sejaditaverdade:

O site "Seja dita verdade" fez um trabalho de análise, investigação e resposta a todos os e-mails falsos que circulam sobre Dilma Rousseff. Basta acessar nos links.

Neste espaço está uma compilação dos emails falsos que circulam nesta campanha sobre Dilma Rousseff e seus respectivos desmentidos. 

Cada link remete ao leitor ao texto em questão.

A morte de Mário Kosel Filho: http://migre.me/1pfAb
A Ficha Falsa de Dilma Rousseff na ditadura http://migre.me/1pfCc
O porteiro que desistiu de trabalhar para receber o Bolsa-Família http://migre.me/1pfEJ
Marília Gabriela desmente email falso http://migre.me/1pfSW
Dilma não pode entrar nos Estados Unidos http://migre.me/1pfTX
Foto de Dilma ao lado de um fuzíl é uma montagem barata http://migre.me/1pfWn
Lula/Dilma sucatearam a classe média (B) em 8 anos: http://migre.me/1pfYg
Email de Dora Kramer sobre Arnaldo Jabor é montagem http://migre.me/1pfZH
Matéria sobre Dilma em jornais canadenses é falsa: http://migre.me/1pg1t
Declarações de Dilma sobre Jesus Cristo – mais um email falso: http://migre.me/1pg2F
Fraude nas urnas com chip chinês – falsidade que beira o ridículo: http://migre.me/1pg58
Vídeo de Hugo Chaves pedindo votos a Dilma é falso: http://migre.me/1pg6c
Matéria sobre amante lésbica de Dilma é invenção: http://migre.me/1pg7p

Por Suzane Wonghon

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Movimento sindical gaúcho perde uma lutadora

O movimento sindical gaúcho perde uma de suas grandes lutadoras. Faleceu na madrugada desta terça-feira, 28 de setembro de 2010, no município de Passo Fundo, a companheira Meibe Ribeiro, da Direção Central do CPERS/Sindicato.

Especialista em Educação, Meibe era natural de Panambi. Foi diretora do 7º Núcleo do CPERS/Sindicato e conselheira da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Integrou a Direção Central do Sindicato nas duas últimas gestões.
http://www.cpers.com.br/index.php?&menu=1&cd_noticia=2608
Humilde Homenagem
Nós, do 14º Núcleo, ficamos como que órfãos com esta imensa perda, pois a Companheira Meibe tantas vezes nos socorreu nos momentos difíceis, quando tínhamos que percorrer várias escolas da nossa Região num curto período de tempo, organizando a mobilização da Categoria contra os ataques dos governos Rigotto/Yeda. Nos diversos momentos em que houve embates duros, lá estava ela também, na linha de frente, tanto na Gestão da Rejane quanto da Simone.

Apesar de consternados, gostaríamos de expressar nosso Carinho e Gratidão por tudo o que sua presença e participação representou, elevando a Categoria de Professores e Funcionários de Escolas, ao status de Guerreira, Digna e Valorosa.

Até breve, Meibe e, Muito Obrigado pela Vida dedicada a todos nós!
 
Companheiros(as),

Como todos, estou consternado pelo falecimento da companheira Meibe.

Quero me solidarizar com a Direção e familiares.

A colega e companheira era uma militante de respeito, combativa e experiente.

Perde o CPERS, perde a categoria, perde a educação pública gaúcha.

Com a certeza que o exemplo de Meibe estimulou o surgimento de muitas "Meibes", ficamos todos menos doloridos. Foi uma vida de serviço.

Um abraço,
Alexandre Reinaldo Protásio
Conselheiro 1/1000 - 6º Núcleo Rio Grande

MPE apresenta denúncia contra Serra por calúnia e difamação

O Ministério Público Eleitoral apresentou uma denúncia encaminhada ao juiz eleitoral da 111ª zona eleitoral de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, contra o candidato à presidência da República pelo PSDB, José Serra, devido a declarações feitas pelo tucano em entrevista na qual acusa o PT de ter ligação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Além disso, Serra diz que o candidato ao Senado Fernando Pimentel (PT-MG) foi o responsável por quebrar o sigilo do vice-presidente do PSDB Eduardo Jorge.

De acordo com a denúncia, no dia 22 de julho de 2009, o candidato endossou, em entrevista ao jornal Zero Hora, de Porto Alegre, as polêmicas declarações de seu vice, Indio da Costa, sobre a ligação do partido com a guerrilha colombiana. Serra teria dito: "o que ele (Indio) disse é uma coisa antiga, que está mais do que evidenciado, que o PT tem ligação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que, por sua vez, são uma força do narcotráfico".

Ainda segundo a representação do MP, na mesma ocasião, Serra teria acusado o candidato ao Senado Fernando Pimentel (PT-MG) "imputando-lhe falsamente fatos definidos como crime, quais sejam, violação de sigilo funcional e formação de quadrilha".

Transcrevendo trechos da entrevista, a denúncia revela outra fala do tucano, respondendo sobre a quebra de sigilo de Eduardo Jorge, vice-presidente do PSDB: "é a estratégia do PT. Eles tinham montado um grupo de dossiê sujo. Dossiê limpo não é obrigatoriamente algo criminoso. Quando é feito com baixaria, você está comprando depoimento. Isso é jogo sujo, e o PT estava montando isso e foi descoberto. Tudo coordenado por um personagem importante do PT, que é o Fernando Pimentel. Não é Zé Ninguém. Uma delas foi começar a quebrar sigilo usando de funcionários ligados ao PT", disse o candidato.

A denúncia, assinada pela promotora eleitoral Margarida Teixeira de Moraes, pede sanção baseada nos artigos 324 e 325 do Código Eleitoral os quais ditam que caluniar alguém com fins eleitorais resulta em pena de detenção de seis meses a dois anos e pagamento de multa. Além disso, caluniar alguém com algo que ofenda sua reputação, pode incorrer em pena de detenção de três meses a um ano e pagamento de multa.
Fonte: Portal Terra e Jornal ZH

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Pol%C3%ADtica&newsID=a3055266.xml

Por Siden

Jornal britânico The Independent afirma que Dilma será a mulher mais poderosa do mundo

RENATO MARTINS - Agência Estado Reportagem do jornal britânico The Independent sobre a eleição presidencial no Brasil diz que a candidata do PT, Dilma Rousseff, se prepara para ser "a mulher mais poderosa do mundo". Para o jornal, "sua amplamente prevista vitória na eleição presidencial do próximo domingo será saudada com alegria por milhões".

De acordo com o Independent, Dilma "marca o desmantelamento final do ''Estado de segurança nacional'', um arranjo que os governos conservadores nos Estados Unidos e na Europa já viram como seu melhor artifício para manter um status quo podre, que manteve uma vasta maioria na América Latina na pobreza, enquanto favorecia seus amigos ricos".

O jornal explica que a petista será "a mulher mais poderosa do mundo" porque, como chefe de Estado, ela terá um cargo superior ao da chanceler alemã, Angela Merkel, e ao da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton. Além disso, "seu enorme país de 200 milhões de pessoas está festejando sua nova riqueza em petróleo".

"A taxa de crescimento do Brasil, que rivaliza com a da China, é uma que a Europa e Washington só podem invejar", diz a reportagem, que inclui um perfil biográfico da candidata à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=240435

Remédio para mal de Alzheimer estará disponível no SUS a partir de 2011

Os brasileiros poderão contar, já a partir de 2011, com a distribuição gratuita do medicamento genérico Rivastigmina, para combate ao mal de Alzheimer. O remédio será produzido pelo IVB (Instituto Vital Brasil), de Niterói, e estará disponível na rede do SUS (Sistema Único de Saúde).

O medicamento em cápsula já está em fase de testes e, até abril do ano que vem, começa a ser produzido para o Ministério da Saúde em uma parceria entre o IVB e a Laborvida, empresa que venceu a licitação pública. A gerente de Desenvolvimento de Produção de Medicamentos do IVB, Tereza Lowen, informou que o medicamento na forma de solução oral terá um lote piloto em outubro deste ano.
[...]
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=240424

Morre atriz Gloria Stuart de 'Titanic', aos 100 anos

Gloria Stuart, na comemoração de seu aniversário de 100 anos, na Academia de cinema americano.
A atriz Gloria Stuart, que participou de “Titanic”, morreu aos 100 anos de idade em Los Angeles. Ela foi a atriz mais velha a ser indicada ao Oscar, por sua participação no blockbuster de James Cameron, como a Rose já idosa, quando tinha 87 anos. A personagem de Rose, quando jovem, foi feita por Kate Winslet. Stuart começou sua carreira no cinema em 1932, com “Street of Women” e foi uma das fundadoras do Screen Actors Guild, o sindicato americano dos atores.
[...]
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=240411

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

A demagogia de Serra

Baixo nível e promessas demagógicas: eis os ingredientes eleitorais de Serra

Os resultados de todas as pesquisas de intenções de voto apontam a candidata do presidente Lula, a ex-ministra Dilma Rousseff, como favorita para vencer as eleições presidenciais já no primeiro turno. E isso tem feito com que o principal candidato de oposição baixe o nível do debate político - com o apoio da mídia conservadora e elitista - e passe a adotar estratégia explicitamente demagógica calcada em um fundamento tão caro a seu próprio partido político: a estabilidade fiscal.

Não bastassem os ataques contra a candidata Dilma, sobre a qual se tenta imputar todas as supostas denúncias alardeadas pelos veículos de comunicação - os mesmos, inclusive, que promovem descaradamente a candidatura serrista e que não observam o direito constitucional ao contraditório nas reportagens tidas como “investigativas” sobre Dilma - o candidato das elites tenta novamente, dada a situação de desespero, se passar por pai dos pobres, dos oprimidos e dos trabalhadores, em mais um gesto grosseiro de preconceito de classe.

Esquecendo-se de que seu correligionário FHC esteve à frente da Presidência da República por 8 anos - o mesmo tempo de Lula - e que nada fez no sentido de elevar o Salário Mínimo para além dos US$ 64,00 (correspondendo a R$ 112,00 atualmente) - Serra abandona o slogan do “choque de gestão” e promete, demagogicamente, elevar o mínimo e as aposentadorias do INSS ao mesmo patamar já em 2011 (R$ 600,00 ou US$ 342,85, sendo que o governo Lula alcançou a marca de US$ 292,57), bem como estender o número de beneficiários do Bolsa Família e a criar o 13º salário para seus usuários, sem dizer de onde tirará o dinheiro para tais benesses.

Em matéria publicada quarta (22) no jornal Correio Braziliense, o jornalista Josie Jeronimo expôs a conta de quanto custaria honrar as promessas do desespero: quase R$ 50 bilhões! De onde sairia tamanha quantia? Isso nem o candidato tampouco sua assessoria econômica conseguiram explicar de forma convincente.

Em editoriais anteriores, a CNTE revelou a disposição do movimento dos trabalhadores da educação básica pública do Brasil em apoiar candidatos com histórico de luta em defesa da qualidade social da escola pública. Na mesma ocasião, fomos claros em identificar o candidato Serra como antagonista dessa demanda social, razão pela qual não apoiamos sua candidatura a nenhum cargo eletivo. Para citar um exemplo que nos conduziu a tal posição, o então ex-governador de SP, depois de muita luta do magistério paulista, aceitou incorporar uma das gratificações que integram a remuneração da categoria num prazo de três anos! Isso em nome da responsabilidade fiscal, a mesma que, agora, o candidato à presidência joga pelos ares de forma oportunista.

Em tempo: a exitosa mobilização da CNTE, na última semana, abriu caminho para que o mérito da Adin do Piso Salarial do Magistério seja julgado pelo STF. Neste sentido, a Confederação já está em processo de remarcação de audiências com todos os ministros do Tribunal, a fim de convencê-los da importância da constitucionalidade de todos os preceitos da Lei 11.738. Pedimos às afiliadas que se mantenham em estado de alerta, uma vez que a matéria pode entrar em pauta a qualquer momento no plenário do STF.
Fonte: CNTE

Comentário:

Vale lembrar que a governadora YEDA, que pertence ao mesmo partido de Serra, concedeu em seus quatro anos de (des)governo  o reajuste miserável de 6% aos trabalhadores em educação, parcelado em 2 vezes. Aliás, não concedeu nada ainda, pois a primeira parcela (4%) vai aparecer nos salários apenas em setembro.

Quem não conhece as prioridades do partido tucano acredita nas promessas demagógicas de Serra.

Quanto ao julgamento do mérito da Adin do Piso Salarial do Magistério pelo STF é importante relembrar que a governadora YEDA liderou essa ação contra conquistas dos trabalhadores em educação. Não esquecendo que o PMDB de Fogaça, de Rigotto e de Simon foi avalista do (des) governo YEDA. E o que o PP da candidata Ana Amélia apoia a reeleição de YEDA.

*Siden Francesch do Amaral é Professor Estadual.

domingo, 26 de setembro de 2010

Agenda do CPERS

06/10/2010 - Assembleia Regional  do 14º Núcleo
quarta-feira, às 14 horas, na Sede do 14º Núcleo do CPERS/Sindicato (Rua Bento Gonçalves, 269 Centro São Leopoldo).

Pauta:

1. Informes;

2. Eleição para os delegados(as) ao Encontro Estadual dos Funcionários de Escola (dia 15/10/2010 Salão Diplomata do Hotel Embaixador – POA);

3. Assuntos Gerais.
 
08/10/2010 - Reunião do Conselho Geral do CPERS/Sindicato

Promoção: CPERS/Sindicato
Local: Auditório do sindicato - Av. Alberto Bins, 480, Centro, Porto Alegre/RS
Horário: 8h30

15/10/2010 - Encontro Estadual de Funcionários de Escola
Promoção: CPERS/Sindicato
Local: Salão Diplomata do Hotel Embaixador - Rua Jerônimo Coelho, 354 - Centro - Porto Alegre/RS
Horário: Das 8h30 às 12h e das 14h às 17h

19/10/2010 - Assembleia Geral Ordinária
Promoção: CPERS/Sindicato
Local: Auditório do Sindicato - Av. Alberto Bins, 480, Centro, Porto Alegre/RS
Horário: 13h30

João dos Santos e Silva, assessor de imprensa do CPERS/Sindicato
http://www.cpers.com.br/
Por Joana Flávia Scherer

sábado, 25 de setembro de 2010

O desespero da candidatura "demotucana"

Por Siden*
Pois, após a candidatura "demotucana" apostar todas as suas fichas no denuncismo com apoio da grande midia partidária, agora, procura numa última cartada apostar na candidata verde,  Marina Silva, como forma de ter êxito na obtenção de um segundo turno.

Descobriram,  tardiamente, que a  candidatura Serra estacionou...

Na verdade, não me surpreende a adesão de Pedro Simon à candidatura Verde. Afinal, Pedro Simon sempre apoiou o Governo YEDA.

É importante, salientar,  que o dito ponto perdido de Dilma está contido dentro da margem de erro. Isso significa, que a candidata petista, na verdade, pode não ter perdido ponto algum.

Enquanto isso, aqui no Estado, a candidatura de Tarso Genro vai tomando configuração de que poderá ser vitoriosa no primeiro turno.

O ex-presidente FHC admite em entrevista a derrota tucana. Destaco, a seguir, parte da reportagem.

"O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu em entrevista ao jornal britânico Financial Times que a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, deverá sair vitoriosa das eleições marcadas para o próximo dia 3 de outubro.O ex-presidente não escondeu sua frustração ao falar sobre as próximas eleições. "

Fonte: Correio do Povo
*Siden Francesch do Amaral é Professor Estadual e Escritor.

Lei da Ficha Limpa está em pleno vigor, diz Lewandowski
Daniella Jinkings - Repórter da Agência Brasil

Brasília – Diante da indecisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a aplicação da Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, afirmou que a lei está em pleno vigor e será aplicada “com rigor” pela Justiça Eleitoral.

Na última quinta-feira (23), o STF julgou o recurso do então candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC) contra decisão do TSE, que manteve o indeferimento do registro de candidatura dele. Como o julgamento foi interrompido após um empate por 5 votos a 5, a discussão será retomada na próxima quarta-feira (29).

Durante visita ao Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), na sexta-feira (24), Lewandowski, que também é ministro do STF, disse que seriam necessários seis votos contrários para derrubar a Lei da Ficha Limpa. Como houve empate, o magistrado disse que deveria prevalecer a decisão do TSE, uma vez que a lei não foi declarada inconstitucional.

Menos de sete horas após a suspensão do julgamento do STF, Joaquim Roriz desistiu da candidatura e anunciou que a mulher, Weslian Roriz (PSC), o substituirá na disputa eleitoral. A notícia surpreendeu eleitores de Brasília e criou incertezas quanto a aplicação da Lei da Ficha Limpa. Porém, para Lewandowski, casos de desistência de candidatura durante o processo eleitoral são normais e estão previstos na legislação.

O ministro afirmou que, com a desistência de Roriz, o julgamento do recurso do ex-candidato pode ser prejudicado. No entanto, segundo ele, a grande repercussão do assunto pode tornar a análise do caso mais ampla e fazer com que os efeitos não fiquem restritos às partes do processo. De acordo com Lewandowski, o STF terá que decidir, agora, se é possível o julgamento do recurso de Joaquim Roriz ser encerrado por desistência.
* Agência Brasil
http://www.pop.com.br/popnews/noticias/politica/396118-Lei_da_Ficha_Limpa_esta_em_pleno_vigor__diz_Lewandowski.html

Servidores estaduais da educação fazem greve em Minas

Os trabalhadores da rede pública estadual de educação de Minas Gerais iniciaram sexta-feira uma paralisação dos serviços com previsão para continuar no sábado. Segundo o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG), a mobilização atingiu pelo menos metade do total de funcionários no Estado.

A greve é uma resposta da categoria aos problemas que ocasionaram prejuízo a milhares de servidores no reposicionamento por tempo de serviço. Além disso, eles reclamam da ausência de concurso para as áreas de filosofia, sociologia e ensino religioso e a não contagem do tempo de serviço de efetivados e designados para o concurso público.

Os trabalhadores fizeram às 15 horas de sexta uma assembleia estadual, na Praça da Assembleia Legislativa mineira, seguida de uma manifestação, de acordo com o sindicato.

http://www.cpers.com.br/index.php?&menu=1&cd_noticia=2605

DILMA mantém vantagem de 27 pontos sobre Serra 
A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, manteve a vantagem de 27 pontos percentuais sobre o tucano José Serra, segundo pesquisa Vox Populi/ Band/iG divulgada nesta quinta-feira (23).

A petista aparece com 51%, e o tucano tem 24%. O resultado indica que, caso o pleito fosse hoje, Dilma seria eleita no primeiro turno. Marina Silva (PV) totaliza 10%.

Desde abril, Dilma cresceu 18 pontos percentuais. Ela passou de 33% em abril para 38% em maio, 40% em junho, 41% no mês seguinte, 45% em agosto e para os 51% atuais.

O levantamento do Vox Populi em abril apontava Serra com 38%, na liderança da disputa presidencial. Ele caiu para 35% em maio, manteve o percentual em junho, passou para 33% em julho, 29% em agosto, atingindo 24% em 17 de agosto, índice mantido no levantamento atual. A queda foi de 14 pontos no período.

Marina Silva, por sua vez, aparecia com 7% no levantamento de abril.

Desde maio, registrava 8%, mas subiu dois pontos na pesquisa divulgada nesta quinta.

Traking Vox Populi/e-Band aponta para os mesmos resultados

Tarso Genro lidera no Rio Grande do Sul, aponta Datafolha
Da Redação e-Band
brasil@eband.com.br
O candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, lidera a corrida eleitoral no Estado com 46% das intenções de voto, de acordo com levantamento do Datafolha divulgado nesta quinta-feira.

Em segundo lugar, aparece José Fogaça (PMDB), com 23%, Yeda Crusius (PSDB), com 15%, e Pedro Ruas (PSOL), com 1%. Os demais candidatos não pontuaram.

O percentual dos que afirmaram votar em branco ou nulo soma 3%, e os indecisos são 10%. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

O instituto ouviu 1.332 eleitores gaúchos entre 21 e 22 de setembro. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 31.376/2010

Boa Luta.

Luiz Fernando Heylmann
51 9666 0813
msn: lfh1313@hotmail.com
twitter: @lfheylmann

À NAÇÃO – Manifesto de artistas e intelectuais pela democracia e pelo povo

Em uma democracia nenhum poder é soberano.

Soberano é o povo. 

É esse povo – o povo brasileiro – que irá expressar sua vontade soberana no próximo dia 3 de outubro, elegendo seu novo Presidente e 27 Governadores, renovando toda a Câmara de Deputados, Assembléias Legislativas e dois terços do Senado Federal.

Antevendo um desastre eleitoral, setores da oposição têm buscado minimizar sua derrota, desqualificando a vitória que se anuncia dos candidatos da coalizão Para o Brasil Seguir Mudando, encabeçada por Dilma Rousseff.

Em suas manifestações ecoam as campanhas dos anos 50 contra Getúlio Vargas e os argumentos que prepararam o Golpe de 1964. Não faltam críticas ao “populismo”, aos movimentos sociais, que apresentam como “aparelhados pelo Estado”, ou à ameaça de uma “República Sindicalista”, tantas vezes repetida em décadas passadas para justificar aventuras autoritárias.

O Presidente Lula e seu Governo beneficiam-se de ampla aprovação da sociedade brasileira. Inconformados com esse apoio, uma minoria com acesso aos meios, busca desqualificar esse povo, apresentando-o como “ignorante”, “anestesiado” ou “comprado pelas esmolas” dos programas sociais.

Desacostumados com uma sociedade de direitos, confunde-na sempre com uma sociedade de favores e prebendas.

O manto da democracia e do Estado de Direito com o qual pretendem encobrir seu conservadorismo não é capaz de ocultar a plumagem de uma Casa Grande inconformada com a emergência da Senzala na vida social e política do país nos últimos anos. A velha e reacionária UDN reaparece “sob nova direção”.

Em nome da liberdade de imprensa querem suprimir a liberdade de expressão.

A imprensa pode criticar, mas não quer ser criticada.

É profundamente anti-democrático – totalitário mesmo – caracterizar qualquer crítica à imprensa como uma ameaça à liberdade de imprensa.

Os meios de comunicação exerceram, nestes últimos oito anos, sua atividade sem nenhuma restrição por parte do Governo.

Mesmo quando acusaram sem provas.

Ou quando enxovalharam homens e mulheres sem oferecer-lhes direito de resposta.

Ou, ainda, quando invadiram a privacidade e a família do próprio Presidente da República.

A oposição está colhendo o que plantou nestes últimos anos. 

Sua inconformidade com o êxito do Governo Lula, levou-a à perplexidade.

Sua incapacidade de oferecer à sociedade brasileira um projeto alternativo de Nação, confinou-a no gueto de um conservadorismo ressentido e arrogante.

O Brasil passou por uma grande transformação.

Retomou o crescimento. Distribuiu renda. Conseguiu combinar esses dois processos com a estabilidade macroeconômica e com a redução da vulnerabilidade externa. E – o que é mais importante – fez tudo isso com expansão da democracia e com uma presença soberana no mundo.

Ninguém nos afastará desse caminho.

Viva o povo brasileiro.

Ao final do encontro foi divulgado um manifesto à nação, que estará recebendo assinaturas de adesão nos próximos dias. Para assinar o manifesto: http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7080

http://rsurgente.opsblog.org/ 

RIGOTTO vs. JORNAL JÁ

Desculpa para calar a opinião
OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA
Por Luiz Cláudio Cunha em 22/9/2010

Eu não frequento clubes que me aceitem como sócio (Groucho Marx, 1890-1977, comediante, EUA).

O respeitado Clube de Editores e Jornalistas de Opinião do Rio Grande do Sul, que reúne duas dezenas dos mais importantes colunistas e blogueiros do Estado, tomou uma grave decisão na semana passada. Por escassa maioria, numa reunião virtual feita pela internet, o Clube de Opinião decidiu "não opinar" sobre o inclemente processo que a família do ex-governador gaúcho Germano Rigotto move contra um pequeno jornal de Porto Alegre, o JÁ.

A ação judicial, que completa dez anos, está matando financeiramente o jornal de cinco mil exemplares editado há 25 anos pelo jornalista Elmar Bones, que em agosto passado teve suas contas pessoais bloqueadas pelos advogados dos Rigotto. A valente opção não opinativa do Clube de Opinião teve uma bela desculpa: "evitar qualquer conotação política-eleitoral" antes do pleito de 3 de outubro, já que Germano Rigotto é candidato ao Senado pelo PMDB gaúcho. Num sereno, mas contundente editorial publicado no domingo (19) no site do jornal e reproduzido neste OI, Elmar Bones respondeu, batendo no osso da questão:

"Pode ser uma maneira cômoda de contornar uma situação espinhosa, mas essa interpretação não encontra base nos fatos e contraria a lógica da democracia. O processo eleitoral, que exige verdade e cobra opinião do eleitor, não pode ser usado como pretexto para a omissão, o silêncio e a desinformação".

Bones, que como Groucho não é sócio do clube, poderia usar o raciocínio que o comediante Marx usava para definir "inteligência militar": "Clube de Opinião sem opinião é uma contradição em termos". A infeliz decisão da entidade gaúcha carteliza e uniformiza, por baixo, o que deveria ser livre e múltiplo: o pensamento. É o fundo do poço de uma incômoda questão que constrange, envergonha e deprime a imprensa do Rio Grande do Sul, um celeiro de bravos profissionais que iluminaram o jornalismo brasileiro nos momentos mais duros de sua história, quando era necessária muita opinião, muita coragem, muita resistência. Elmar Bones é um sobrevivente daqueles tempos, quando então comandava o CooJornal, uma das legendas da valente imprensa nanica que afrontava os generais da ditadura de 1964.
[...]

A fresta

Apesar das dificuldades, aos poucos o espírito guerreiro de Elmar Bones se afirma e se impõe, furando a bolha de silêncio, como aconteceu com o pioneiro Juremir, na Guaíba. O Estado de S.Paulo publicou uma matéria (11/9), enquanto notas esclarecedoras brotam em blogs influentes e solidários, como os de Carlos Brickmann, Cláudio Humberto e Ricardo Noblat. Dias atrás, o blog Conversa Afiada, de Paulo Henrique Amorim, abriu espaço para um inédito pingue-pongue com Elmar Bones, de enorme repercussão na internet pela história que parecia novidade, mas que já tem dez anos de agonia e resistência. Inédito, no caso, era a disposição do repórter de ouvir o réu de uma das mais longas ações da justiça contra a liberdade de expressão.
Parece improvável que Germano Rigotto e seus amigos consigam estancar o vazamento crescente de uma epopéia que não pode ser silenciada, não deve ser escondida e não pode ser tolerada. A verdade flui sempre pelas frestas cada vez mais largas de um sistema multimídia que confronta a mentira e desafia o silêncio – e torna caricata a figura anacrônica do "jornalista com rabo preso". Na eleição de 2006, um pequeno instituto de pesquisas de Porto Alegre, o Methodus, desafiou o ridículo ao apostar na vitória do azarão Yeda Crusius contra os favoritos Germano Rigotto e Olívio Dutra. Deu no que deu.

Na semana passada, o Methodus publicou sua segunda pesquisa, encomendada pelo Correio do Povo para a corrida ao Senado no sul. Em relação ao levantamento do mês anterior, Ana Amélia Lemos (PP) subiu 12,4 pontos percentuais, chegando à liderança com 51,8%. Paulo Paim (PT) vinha em segundo, com 47,7%. Germano Rigotto (PMDB) caiu 6,8 pontos percentuais em relação à primeira pesquisa, ficando agora com 40,9%.

Pelo silêncio da grande mídia, não se sabe até que ponto a queda abrupta de Rigotto pode ser atribuída à verdade latejante do JÁ e ao potencial corrosivo do escândalo da CEEE.

O bravo Clube de Opinião também não opinou sobre esta possibilidade.

Luiz Cláudio Cunha é jornalista
Por Sérgio Weber, Professor Estadual.

As muitas armações de José Serra
É claro que isso não vai aparecer no JN ..... não interessa à Rede Globo .....

Mula-sem-cabeça, João turututu, saci-pererê, foram criados para assustar as crianças e faze-las dormir ou comer direito ou serem boazinhas, etc mas são apenas fábulas. Agora, vampiros realmente existem. As provas estão fartamente detalhadas aí embaixo.
Posso imaginar o que será do Brasil nas mãos dessa cambada de frustrados golpistas...

Felizmente, estão mostrando quem são. Só não vê quem não quer.

Depois de ler o texto -- que é apenas a "Introdução" ao livro "Os porões da privataria", a ser lançado no ano que vem -- do jornalista investigativo Amaury Ribeiro Jr.,  entendi o porquê de toda essa algazarra, levantada pelo PSDB e, particularmente,   por José Serra , em torno desses "vazamentos de declações" ,de autoria complicadamente desconhecida, ocorridos na Receita Federal....

Leiam e entendam esse porquê. Muito interessante.

O Brasil precisa saber quem são, de verdade, José Serra e os tucanos.

Em tempo: não se trata de palavras de ordem, como as mensagens falaciosas, sem provas, joias do "achismo" nacional, que a campanha de Serra enfia na web e que a gente recebe diariamente.

Esta minha mensagem demonstra tudo que diz. Argumenta, conclui. Gente que vota na Dilma, ao contrário dos eleitores de Serra, pensa. Cá estou, prova viva disso... hehehe.

Vocês certamente se lembram de quando Roseana Sarney candidatou-se à presidência e disparou na dianteira das intenções de voto, não é mesmo? Também se lembram de que ela abandonou a candidatura quando alguns milhares de dólares, dinheiro vivo, foram encontrados com seu marido, gerando todo tipo de boatos. Era armação de Serra, que, antes atrás de Roseana nas pesquisas, passou à frente dela. Mas depois perderia para Lula. Para recordar o caso: www.advivo.com.br/blog/luisnassif/como-serra-armou-o-caso-lunus.

Vocês também se lembram dos tais dólares dos assim chamados aloprados, exibidos pela TV Globo em horário nobre e fotografados pelos jornalões para incriminar Lula e o PT. Raymundo Rodrigues Pereira, um dos mais renomados jornalistas do país, recebeu a denúncia de que essas "provas" para incriminar o PT eram armação e foi atrás da história. Desvendou-a, numa das mais espetaculares investigações do jornalismo brasileiro, provando que a armação fora gestada no PSDB de Serra. A mídia corporativa não deu, claro. Saiu na mídia independente do grande capital.

Agora, Serra transforma o PT e Dilma em algozes de sua filha, cujo sigilo fiscal foi quebrado pela Receita. O candidato afirmou à Globo, ontem à noite, que informações retiradas da vida fiscal de Verônica Serra circulavam em blogues ligados a Lula e à campanha de Dilma. Pois hoje os blogueiros deram a resposta: nunca veicularam essas informações. Desafiaram Serra a encontrá-las na blogosfera e em suas postagens. Denunciaram que as acusações de Serra são falsas. Leia a íntegra da carta dos blogueiros aqui: http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2010/09/serra-abre-fogo-contra-nosso-blog-mas.html.

Serra não cita o contador responsável pela quebra do sigilo fiscal de Verônica: Ademir Estevam Cabral, FILIADO AO PV, PARTIDO ALIADO AO PSDB HÁ MUITOS ANOS. Em outras palavras: essa quebra de sigilo é o chamado "fogo amigo". Vem do próprio PSDB.

Motivo: desespero pelas descobertas do jornalista Amaury Ribeiro Jr., que reuniu todos os documentos oficiais da festa do tucanato durante a privatização, uma história cabeluda que ele conta no livro Os porões da privataria, que será lançado em 2011 porque Amaury não quer influenciar, com suas descobertas, a eleição. (Nem precisava: Serra se enrolou por conta própria. Dilma subiu por mérito e pela aprovação dos brasileiros ao governo mais popular da história deste país.)

Toda a história urdida por Serra -- dossiês, quebra do sigilo fiscal de Verônica e de Eduardo Jorge etc. -- é a tentativa não apenas de melar as eleições, tirando Dilma do páreo no tapetão (felizmente o TSE não mordeu a isca), mas também de embolar o meio do campo para depois safar-se das acusações contidas no livro de Amaury.

Nós, eleitores precisamos, de uma vez por todas, pôr de lado a ingenuidade. Estamos lidando com uma mafiazinha sem caráter (desculpem a redundância), que desviou a grana conseguida com as privatizações para o paraíso fiscal das Ilhas Virgens britânicas, mais especificamente ao escritório de lavagem de dinheiro Citco Building. Foram milhões de dólares depositados nas contas do alto tucanato, Serra incluído. E com a colaboração de quem? Do orelhudo: Daniel Dantas. Leia mais aqui: www.conversaafiada.com.br/brasil/2010/09/03/serra-pirou-com-livro-do-amaury/.

Os últimos acontecimentos que abalaram a política brasileira começam a fazer sentido? Percebe-se por que Gilmar Mendes, indicado ao STF por Fernando Henrique Cardoso, concedeu habeas corpus a Daniel Dantas, atropelando as instâncias pelas quais o pedido de HC deveria ter passado? Entenderam os "dossiês", o "mensalão", Marcos Valério, CPIs?

Pois é. Leiam, a seguir, a introdução do livro de Amaury, retirada do sítio Vi o Mundo, de Luiz Azenha (www.viomundo.com.br/voce-escreve/os-poroes-da-privataria.html). É de arrepiar.

Eleitores de Serra: leiam com atenção. Ainda é tempo de repensar a quem vocês darão seu voto. Não querem a Dilma? OK. Temos a Marina Silva e o valente Plínio de Arruda Sampaio, que do alto de seus 80 anos bem vividos, sempre em prol da democracia e da justiça social, encontra vitalidade para trazer ao debate político as propostas mais interessantes desta eleição.

Os porões da privataria
Amaury Ribeiro Jr.

Quem recebeu e quem pagou propina. Quem enriqueceu na função pública. Quem usou o poder para jogar dinheiro público na ciranda da privataria. Quem obteve perdões escandalosos de bancos públicos. Quem assistiu os parentes movimentarem milhões em paraísos fiscais. Um livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr., que trabalhou nas mais importantes redações do País, tornando-se um especialista na investigação de crimes de lavagem do dinheiro, vai descrever os porões da privatização da era FHC. Seus personagens pensaram ou pilotaram o processo de venda das empresas estatais. Ou se aproveitaram do processo. Ribeiro Jr. promete mostrar, além disso, como ter parentes ou amigos no alto tucanato ajudou a construir fortunas. Entre as figuras de destaque da narrativa estão o ex-tesoureiro de campanhas de José Serra e Fernando Henrique Cardoso, Ricardo Sérgio de Oliveira, o próprio Serra e três de seus parentes: a filha Verônica Serra, o genro Alexandre Bourgeois e o primo Gregório Marin Preciado. Todos eles, afirma, têm o que explicar ao Brasil.

Ribeiro Jr. vai detalhar, por exemplo, as ligações perigosas de José Serra com seu clã. A começar por seu primo Gregório Marin Preciado, casado com a prima do ex-governador Vicência Talan Marin. Além de primos, os dois foram sócios. O “Espanhol”, como Marin é conhecido, precisa explicar onde obteve US$3,2 milhões para depositar em contas de uma empresa vinculada a Ricardo Sérgio de Oliveira, homem-forte do Banco do Brasil durante as privatizações dos anos de 1990. E continuará relatando como funcionam as empresas offshores semeadas em paraísos fiscais do Caribe pela filha – e sócia — do ex-governador, Verônica Serra, e por seu genro, Alexandre Bourgeois. Como os dois tiram vantagem das suas operações, como seu dinheiro ingressa no Brasil…

Atrás da máxima “siga o dinheiro!”, Ribeiro Jr perseguiu o caminho de ida e volta dos valores movimentados por políticos e empresários entre o Brasil e os paraísos fiscais do Caribe, mais especificamente as Ilhas Virgens Britânicas, descoberta por Cristóvão Colombo em 1493 e por muitos brasileiros espertos depois disso. Nestas ilhas, uma empresa equivale a uma caixa postal, as contas bancárias ocultam o nome do titular e a população de pessoas jurídicas é maior do que a de pessoas de carne e osso. Não é por acaso que todo dinheiro de origem suspeita busca refúgio nos paraísos fiscais, onde também são purificados os recursos do narcotráfico, do contrabando, do tráfico de mulheres, do terrorismo e da corrupção.

A trajetória do empresário Gregório Marin Preciado, ex-sócio, doador de campanha e primo do candidato do PSDB à Presidência da República, mescla uma atuação no Brasil e no exterior. Ex-integrante do conselho de administração do Banco do Estado de São Paulo (Banespa), então o banco público paulista, nomeado quando Serra era secretário de Planejamento do governo estadual, Preciado obteve uma redução de sua dívida no Banco do Brasil de R$448 milhões(1)para irrisórios R$4,1 milhões. Na época, Ricardo Sérgio de Oliveira era diretor da área internacional do BB e o todo-poderoso articulador das privatizações sob FHC. (Ricardo Sérgio é aquele do “estamos no limite da irresponsabilidade. Se der m…”, o momento Péricles de Atenas do Governo do Farol – PHA)

Ricardo Sérgio também ajudaria o primo de Serra, representante da Iberdrola, da Espanha, a montar o consórcio Guaraniana. Sob influência do ex-tesoureiro de Serra e de FHC, mesmo sendo Preciado devedor milionário e relapso do BB, o banco também se juntaria ao Guaraniana para disputar e ganhar o leilão de três estatais do setor elétrico(2).

O que é mais inexplicável, segundo o autor, é que o primo de Serra, imerso em dívidas, tenha depositado US$3,2 milhões no exterior por meio da chamada conta Beacon Hill, no banco JP Morgan Chase, em Nova Iorque. É o que revelam documentos inéditos obtidos dos registros da própria Beacon Hill em poder de Ribeiro Jr. E mais importante ainda é que a bolada tenha beneficiado a Franton Interprises. Coincidentemente, a mesma empresa que recebeu depósitos do ex-tesoureiro de Serra e de FHC, Ricardo Sérgio de Oliveira, de seu sócio Ronaldo de Souza e da empresa de ambos, a Consultatun. A Franton, segundo Ribeiro, pertence a Ricardo Sérgio.

A documentação da Beacon Hill levantada pelo repórter investigativo radiografa uma notável movimentação bancária nos Estados Unidos realizada pelo primo supostamente arruinado do ex-governador. Os comprovantes detalham que a dinheirama depositada pelo parente do candidato tucano à Presidência na Franton oscila de US$17 mil (3 de outubro de 2001) até US$375 mil (10 de outubro de 2002). Os lançamentos presentes na base de dados da Beacon Hill se referem a três anos. E indicam que Preciado lidou com enormes somas em dois anos eleitorais – 1998 e 2002 – e em outro pré-eleitoral – 2001. Seu período mais prolífico foi 2002, quando o primo disputou a Presidência contra Lula. A soma depositada bateu em US$1,5 milhão.

O maior depósito do endividado primo de Serra na Beacon Hill, porém, ocorreu em 25 de setembro de 2001. Foi quando destinou à offshore Rigler o montante de US$404 mil. A Rigler, aberta no Uruguai, outro paraíso fiscal, pertenceria ao doleiro carioca Dario Messer, figurinha fácil desse universo de transações subterrâneas. Na operação Sexta-Feira 13, da Polícia Federal, desfechada no ano passado, o Ministério Público Federal apontou Messer como um dos autores do ilusionismo financeiro que movimentou, por intermédio de contas no exterior, US$20 milhões derivados de fraudes praticadas por três empresários em licitações do Ministério da Saúde.

O esquema Beacon Hill enredou vários famosos, dentre eles o banqueiro Daniel Dantas. Investigada no Brasil e nos Estados Unidos, a Beacon Hill foi condenada pela justiça norte-americana, em 2004, por operar contra a lei.

Percorrendo os caminhos e descaminhos dos milhões extraídos do País para passear nos paraísos fiscais, Ribeiro Jr. constatou a prodigalidade com que o círculo mais íntimo dos cardeais tucanos abre empresas nestes édens financeiros sob as palmeiras e o sol do Caribe. Foi assim com Verônica Serra. Sócia do pai na ACP Análise da Conjuntura, firma que funcionava em São Paulo em imóvel de Gregório Preciado, Verônica começou instalando, na Flórida, a empresaDecidir.com.br, em sociedade com Verônica Dantas, irmã e sócia do banqueiro Daniel Dantas, que arrematou várias empresas nos leilões de privatização realizados na era FHC.

Financiada pelo Banco Opportunity, de Dantas, a empresa possui capital de US$5 milhões. Logo se transfere com o nome Decidir International Limited para o escritório do Ctco Building, em Road Town, ilha de Tortola, nas Ilhas Virgens Britânicas. A Decidir do Caribe consegue trazer todo o ervanário para o Brasil ao comprar R$10 milhões em ações da Decidir do Brasil.com.br, que funciona no escritório da própria Verônica Serra, vice-presidente da empresa. Como se percebe, todas as empresas têm o mesmo nome. É o que Ribeiro Jr. apelida de “empresas-camaleão”. No jogo de gato e rato com quem estiver interessado em saber, de fato, o que as empresas representam e praticam é preciso apagar as pegadas. É uma das dissimulações mais corriqueiras detectada na investigação.

Não é outro o estratagema seguido pelo marido de Verônica, o empresário Alexandre Bourgeois. O genro de Serra abre a Iconexa Inc no mesmo escritório do Ctco Building, nas Ilhas Virgens Britânicas, que interna dinheiro no Brasil ao investir R$7,5 milhões em ações da Superbird.com.br que depois muda de nome para Iconexa S.A. Cria também a Vex capital no Ctco Building, enquanto Verônica passa a movimentar a Oltec Management no mesmo paraíso fiscal. “São empresas-ônibus”, na expressão de Ribeiro Jr., ou seja, levam dinheiro de um lado para o outro.

De modo geral, as offshores cumprem o papel de justificar perante ao Banco Central e à Receita Federal a entrada de capital estrangeiro por meio da aquisição de cotas de outras empresas, geralmente de capital fechado, abertas no País. Muitas vezes, as offshores compram ações de empresas brasileiras em operações casadas na Bolsa de Valores. São frequentemente operações simuladas tendo como finalidade única internar dinheiro nas quais os procuradores dessas offshores acabam comprando ações de suas próprias empresas… Em outras ocasiões, a entrada de capital acontecia pelos sucessivos aumentos de capital da empresa brasileira pela sócia cotista no Caribe, maneira de obter do BC a autorização de aporte do capital no Brasil. Um emprego alternativo das offshores é usá-las para adquirir imóveis no País.

Depois de manusear centenas de documentos, Ribeiro Jr. observa que Ricardo Sérgio, o pivô das privatizações – que articulou os consórcios usando o dinheiro do BB e do fundo de previdência dos funcionários do banco, a Previ, “no limite da irresponsabilidade”, conforme foi gravado no famoso “Grampo do BNDES” –, foi o pioneiro nas aventuras caribenhas entre o alto tucanato. Abriu a trilha rumo às offshores e às contas sigilosas da América Central ainda nos anos de 1980. Fundou a offshore Andover, que depositaria dinheiro na Westchester, em São Paulo, que também lhe pertenci

Ribeiro Jr. promete outras revelações. Uma delas diz respeito a um dos maiores empresários brasileiros, suspeito de pagar propina durante o leilão das estatais, o que sempre desmentiu. Agora, porém, existe evidência, também obtida na conta Beacon Hill, do pagamento da US$410 mil por parte da empresa offshore Infinity Trading, pertencente ao empresário, à Franton Interprises, ligada a Ricardo Sérgio.

(1) A dívida de Preciado com o Banco do Brasil foi estimada em US$140 milhões, segundo declarou o próprio devedor. Esta quantia foi convertida em reais tendo-se como base a cotação cambial do período de aproximadamente R$3,2 por um dólar.

(2) As empresas arrematadas foram a Coelba, da Bahia, a Cosern, do Rio Grande do Norte, e a Celpe, de Pernambuco.

--
Baby Siqueira Abrão
(11) 4614-5918 e (11) 8247-6252

http://parallaksis.blogspot.com
http://parallaksismundo.blogspot.com

Por Sérgio Weber, Professor Estadual.
 

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Lula diz que imprensa deveria assumir 'categoricamente' que tem candidato e partido

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a fazer críticas à imprensa brasileira em entrevista na quarta-feira (22).

"A imprensa brasileira deveria assumir categoricamente que ela tem um candidato e tem um partido, que falasse. Seria mais simples, seria mais fácil. O que não dá é para as pessoas ficarem vendendo uma neutralidade disfarçada. Muitas vezes fica explícita no comportamento que eles têm candidato e gostariam que o candidato fosse outro. Tiveram assim em outros momentos. Acho que seria mais lógico, mais explícito. Mas, eles preferem fingir que não têm lado e fazem críticas a todas as pessoas que criticam determinados comportamentos e determinadas matérias", disse.

Segundo ele, o que acontece muitas vezes é que "uma crítica que você recebe é tida como democrática e uma crítica que você faz é tida como antidemocrática". "Ou seja, como se determinados setores da imprensa estivessem acima de Deus e ninguém pudesse ser criticado. Escreveu está dito, acabou e é sagrado, como se fosse a Bíblia sagrada. Não é verdade. A posição de um presidente é tomada como ser humano, jornalista escreve como ser humano, juiz julga como ser humano. Ou seja, temos um padrão de comportamento e julgamento e, portanto, todos nós estamos à mercê da crítica."

Lula disse ainda que, nesse momento do Brasil, é um "absurdo" falar em falta de liberdade de comunicação. "Nesse momento do Brasil! Eu duvido, duvido. Eu quero até que vocês coloquem em negrito isso aqui: Eu duvido que exista um país na face da Terra com mais liberdade de comunicação do que neste país, da parte do governo. Agora, a verdade é que nós temos nove ou dez famílias que dominam toda a comunicação desse país. A verdade é essa. A verdade é que você viaja pelo Brasil e você tem duas ou três famílias que são donas dos canais de televisão. E os mesmos são donos das rádios e os mesmos são donos dos jornais."

No último sábado (18), Lula já tinha feito fortes ataques à imprensa em comício em Campinas (SP), ao afirmar que alguns veículos de imprensa se comportam como partidos políticos.

"Eu queria pedir para você, Dilma, e para você, Mercadante, não percam o bom humor, deixa eu perder. Eu já ganhei. Se mantenham tranquilos porque outra vez nós não vamos derrotar apenas os nossos adversários tucanos, nós vamos derrotar alguns jornais e revistas que se comportam como partido político e não têm coragem de dizer que têm partidos políticos, que têm candidatos, que não têm coragem de dizer que candidatos que não são democratas e pensam que são democratas. Democrata é este governo que permite que eles batam."

Na ocasião, Lula afirmou que se os donos de jornais e revistas ficariam com vergonha se lessem os jornais e revistas que fazem.

"Tem dia que determinados setores da imprensa brasileira chegam a ser uma vergonha. Se o dono do jornal lesse o seu o seu jornal ou o dono da revista lesse a sua revista, eles ficariam com vergonha do que eles estão escrevendo exatamente neste momento. E eles falam em democracia. A democracia que eles não suportam é dizer que a economia brasileira vai crescer mais de 7% neste ano."

Na terça-feira (21), Lula já tinha voltado a criticar a imprensa ao falar que a "cobertura da imprensa chega a quase beirar o ódio". "Já fui vítima do que está acontecendo hoje. O povo de 2010 não é mais massa de manobra, como era 30 anos atrás. Não tem mais essa de que se deu na TV é verdade. O povo sabe quando é mentira. Tem, às vezes, má fé. Quando falam mal de mim e eu estou errado, dou a mão à palmatória", disse.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=239827

Datafolha: Tarso chega a 46% e aumenta possibilidade de vitória no primeiro turno
Pesquisa Datafolha divulgada no início da noite desta quinta-feira (23) amplia a vantagem de Tarso Genro na disputa pelo governo do estado e a chance de vitória no primeiro turno. Ele aparece com 46% das intenções de votos, 23 pontos acima de José Fogaça, que perdeu posição e agora tem 23% dos votos. Tarso cresceu quatro pontos em relação ao levantamento anterior, feito entre os dias 8 e 9 de setembro, alcança o dobro do percentual do segundo colocado e 54% dos votos válidos. Yeda Crusius tem a preferência de 15% dos eleitores.

Tarso Genro também lidera com folga a disputa em um eventual segundo turno. Ele teria 55% dos votos, contra 33% de José Fogaça se a eleição fosse hoje. A margem de erro da pesquisa é de três pontos e 10% dos eleitores declararam-se indecisos.

Senado

Paulo Paim disparou na pesquisa para o Senado, chegando a 45% dos votos, seguido por Germano Rigotto com 38%. Ana Amélia Lemos tem 49%. O voto para o Senado, que é duplo, mantém alto índice de indecisos, que chegam a 43% do eleitorado gaúcho.
http://www.tarso13.com.br/2010/09/datafolha-tarso-chega-a-46-e-aumenta-possibilidade-de-vitoria-no-primeiro-turno/?utm_source=Ideias+para+o+RS+crescer&utm_campaign=f40cee3515-my_google_analytics_key&utm_medium=email

É Hoje, o Comício da Vitória
Tomar o centro de Porto Alegre e mostrar a força da militância. Essa é a determinação no Comitê Central da Unidade Popular para o Comício da Vitória, que reunirá Tarso Genro, Beto Grill, Lula, Dilma e os candidatos ao Senado Paulo Paim e Abgail Pereira. Estão sendo esperadas mais de 30 mil pessoas de todas as partes do RS e até mesmo de outros estados. O comício acontece nesta sexta-feira, (24), a partir das 18h, no Largo Glênio Peres, e terá transmissão direta pelos sites Tarso 13 e Dilma 13. Também será atualizado pelo Twitter da campanha (twiiter/tarso13).  Os amigos das redes sociais  -Facebook e Orkut- podem aderir ao comício já na primeira hora do  dia, convidando todos os amigos virtuais para um encontro real, no largo.

Deverão entrar na capital mais de 550 ônibus vindos do interior. Cerca de 35 mil telefonemas já foram feitos pelo setor de atendimento ao público do Comitê.

No mesmo dia, Tarso Genro concederá entrevista coletiva com a candidata à presidência Dilma Rousseff. O local será informado.

O comício encerrará  um dia de atividade intensa de Tarso Genro.  Das 9h às 11h30 ele estará do debate da Agert, a Associação Gaúcha das Emissoras de Rádio e Televisão, na rua Riachuelo, 1098, no centro de Porto Alegre.

Ao meio-dia ele receberá o apoio do Cooperativismo em um ato no CTG 35, na avenida Ipiranga. De tarde, grava o programa do horário eleitoral e mais uma entrevista para uma rede de TV.
http://www.tarso13.com.br/2010/09/comicio-da-vitoria-sera-nesta-sexta-feira/

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Relator da ADI do Piso libera processo para pauta no STF

Companheiros/as,

Após a mobilização feita pela CNTE e suas afiliadas na Praça dos Três Poderes, em Brasília, no dia 16 de setembro, o Ministro Joaquim Barbosa, relator da ADI 4167/2008, divulgou seu relatório liberando a Ação para seja incluída na pauta de julgamento do Supremo Tribunal Federal.

A decisão do Ministro relator demonstrou que a pressão dos Trabalhadores em Educação surtiu efeito favorável, uma vez que a CNTE havia solicitada audiência com o Ministro Joaquim Barbosa para pedir-lhe que liberasse a ADI para a pauta. Mesmo afastado do STF, por problemas de saúde, o relator atendeu a nossa solicitação.

Na audiência que tivemos com o presidente do Supremo, Ministro Cezar Peluso, na quinta-feira, durante o ato público em frente ao STF, ele nos garantiu que, assim que a ADI fosse liberada para a pauta em Plenário, a incluiria no calendário de julgamento.

Agora é manter a pressão para que o Supremo decida pela constitucionalidade da Lei 11.738, como sancionada. Vamos encaminhar novo pedido de audiência para o Ministro presidente, Cezar Peluso, e pedir a imediata inclusão na pauta do Plenário, bem como solicitar reuniões com os outros ministros para tentar convencê-los de nossas razões em favor da Lei do Piso.

Alertamos os/as companheiros/as para estarem preparados para acompanhar a votação da ADI, em Brasília, e assim divulgarem a data do julgamento.

Atenciosamente,
Roberto Franklin de Leão
Presidente da CNTE

Obs.: Governadores “Inimigos da Educação” que assinam a ADI 4167: André Puccinelli (MS); Roberto Requião (PR); Ieda Crusius (RS); Cid Gomes (CE); Luiz Henrique da Silva (SC);


Por Siden e Joana.

Erenice critica campanha de candidato "aético e já derrotado"

A ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, divulgou nova nota oficial nesta terça-feira (14) afirmando que solicitou à Controladoria-Geral da União e ao Ministério da Justiça que sejam feitas todas as investigações necessárias para “apurar rigorosamente os fatos relatados em matéria publicada pela revista Veja, em sua edição mais recente, e que envolvem tanto minha conduta administrativa quanto a de familiares meus”.

Erenice também critica o candidato tucano à Presidência, José Serra, sem citar seu nome. "Chamo a atenção do Brasil para a impressionante e indisfarçável campanha de difamação que se inicia contra minha pessoa, minha vida e minha família, sem nada poupar, apenas em favor de um candidato aético e já derrotado, em tentativa desesperada da criação de um 'fato novo' que anime aqueles a quem o povo brasileiro tem rejeitado", diz a nota.
[...]
http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=136983&id_secao=1

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O mensalão da Editora Abril

Altamiro Borges *

Numa minuciosa pesquisa aos editais publicados no Diário Oficial, o blog descobriu o que parece ser um autêntico "mensalão" pago pelo tucanato ao Grupo Abril e a outras editoras. Veja algumas das mamatas:

- DO [Diário Oficial] de 23 de outubro de 2007. Fundação Victor Civita. Assinatura da revista Nova Escola, destinada às escolas da rede estadual. Prazo: 300 dias. Valor: R$ 408.600,00. Data da assinatura: 27/09/2007. No seu despacho, a diretora de projetos especial da secretaria declara ‘inexigível licitação, pois se trata de renovação de 18.160 assinaturas da revista Nova Escola’.

- DO de 29 de março de 2008. Editora Abril. Aquisição de 6.000 assinaturas da revista Recreio. Prazo: 365 dias. Valor: R$ 2.142.000,00. Data da assinatura: 14/03/2008.

- DO de 23 de abril de 2008. Editora Abril. Aquisição de 415.000 exemplares do Guia do Estudante. Prazo: 30 dias. Valor: R$ 2.437.918,00. Data da assinatura: 15/04/2008.

- DO de 12 de agosto de 2008. Editora Abril. Aquisição de 5.155 assinaturas da revista Recreio. Prazo: 365 dias. Valor: R$ 1.840.335,00. Data da assinatura: 23/07/2008.

- DO de 22 de outubro de 2008. Editora Abril. Impressão, manuseio e acabamento de 2 edições do Guia do Estudante. Prazo: 45 dias. Valor: R$ 4.363.425,00. Data da assinatura: 08/09/2008.

- DO de 25 de outubro de 2008. Fundação Victor Civita. Aquisição de 220.000 assinaturas da revista Nova Escola. Prazo: 300 dias. Valor: R$ 3.740.000,00. Data da assinatura: 01/10/2008.

- DO de 11 de fevereiro de 2009. Editora Abril. Aquisição de 430.000 exemplares do Guia do Estudante. Prazo: 45 dias. Valor: R$ 2.498.838,00. Data da assinatura: 05/02/2009.

- DO de 17 de abril de 2009. Editora Abril. Aquisição de 25.702 assinaturas da revista Recreio. Prazo: 608 dias. Valor: R$ 12.963.060,72. Data da assinatura: 09/04/2009.

- DO de 20 de maio de 2009. Editora Abril. Aquisição de 5.449 assinaturas da revista Veja. Prazo: 364 dias. Valor: R$ 1.167.175,80. Data da assinatura: 18/05/2009.

- DO de 16 de junho de 2009. Editora Abril. Aquisição de 540.000 exemplares do Guia do Estudante e de 25.000 exemplares da publicação Atualidades - Revista do Professor. Prazo: 45 dias. Valor: R$ 3.143.120,00. Data da assinatura: 10/06/2009.

Negócios de R$ 34,7 milhões

Somente com as aquisições de quatro publicações "pedagógicas" e mais as assinaturas da Veja, o governo tucano de José Serra transferiu, dos cofres públicos para as contas do Grupo Civita, R$ 34.704.472,52 (34 milhões, 704 mil, 472 reais e 52 centavos). A maracutaia é tão descarada que o Ministério Público Estadual já acolheu representação do deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) e abriu o inquérito civil número 249 para apurar irregularidades no contrato firmado entre o governo paulista e a Editora Abril na compra de 220 mil assinaturas da revista Nova Escola.

Esta "comprinha" representa quase 25% da tiragem total da revista Nova Escola e injetou R$ 3,7 milhões aos cofres do ‘barão da mídia’ Victor Civita. Mas este não é o único caso de privilégio ao Grupo Abril. O tucano Serra também apresentou proposta curricular que obriga a inclusão no ensino médio de aulas baseadas nas edições encalhadas do ‘Guia do Estudante’, outra publicação do grupo.

* Jornalista
Adital - http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?boletim=1&lang=PT&cod=51114

Sobre certa notícia estampada hoje no portal do marginais quatrocentões do Tietê, temos a dizer o seguinte:
MANIFESTO EM DEFESA DO GOLPE

Em uma democracia, nenhum dos Poderes é soberano.

Soberana é a Constituição, pois é ela quem dá corpo e alma à soberania do povo.

Acima dos políticos estão as instituições, pilares do regime democrático. Hoje, no Brasil, os inconformados com a democracia representativa se organizam em certos veículos de imprensa para solapar o governo democrático e vitorioso do Presidente Lula.

É intolerável assistir ao uso de certos jornais, revistas e emissoras de rádio e TV como extensão de um partido político, máquina de assassinatos de reputação e de agressão à inteligência dos cidadãos.

É inaceitável que o Caixa 2 do PSDB tenha convertido certos órgãos de imprensa em centros de produção de dossiês contra adversários políticos.

É lamentável que a Rede Globo, a Folha, o Estadão e a Veja escondam dos noticiários que vemos as conquistas do país em que vivemos, no qual a miséria está sendo eliminada, a prosperidade é visível e a auto-estima do povo resgatada do limbo.

É inconcebível que uma das mais importantes democracias do mundo seja assombrada por uma forma de jornalismo pestilento, que, na certeza da impunidade, já não se preocupa mais nem mesmo em fingir honestidade.

É constrangedor que o Presidente da República seja achincalhado nas vinte e quatro horas do dia. Não há ''depois do expediente'' para um Chefe de Estado.

É aviltante que o governo financie a ação de grupos midiáticos que pregam abertamente um golpe de estado, propondo mecanismos autoritários de submissão de jornalistas independentes e blogs pés-de-chulé às determinações de um partido político e de seus interesses espúrios.

É repugnante que essa mesma máquina de moer biografias tenha sido mobilizada para reescrever a História, procurando desmerecer o trabalho de brasileiros e brasileiras que construíram as bases da estabilidade econômica e política, com o fim da inflação, a democratização do crédito, a inclusão social e outras transformações que tantos benefícios trouxeram ao nosso povo.

É um insulto à República que o Poder Judiciário seja tratado como mera extensão do Jardim Botânico, explicitando o intento de enrabar o Presidente. É um escárnio que o mesmo Presidente lamente publicamente o fato de ter de, em nome da Democracia, aturar essa corja de golpistas cheirosos.

Cumpre-nos, pois, combater essa visão regressiva do processo político, que supõe que o poder conquistado nas urnas ou a popularidade de um líder o obriguem a ouvir calado tanto desaforo. Propomos uma firme mobilização em favor de sua preservação, repudiando a ação daqueles que hoje usam de subterfúgios para solapá-las. É preciso brecar essa marcha para o autoritarismo.

Brasileiros ergam sua voz em defesa da Constituição, das instituições e da legalidade.

Não precisamos de imprensa golpista. Basta de canalhice!

Cloaca News, 22/09/2010.
Por Sérgio Weber

Lula foi o presidente que modernizou o Brasil, diz jornal francês

'Le Figaro' diz que Lula assumiu um país "sem esperanças"

Uma reportagem na edição desta terça-feira do jornal francês Le Figaro afirma que Luiz Inácio Lula da Silva foi o presidente responsável por "modernizar o Brasil".

O texto, que recebeu uma chamada na capa do Le Figaro, é assinado pela correspondente do jornal no Rio de Janeiro, Lamia Oualalou.

A reportagem conta a história de Ricardo Mendonça, paraibano de Itatuba que se mudou para o Rio de Janeiro em busca de emprego em 2003 e conseguiu entrar na universidade graças a uma bolsa do programa Pro-Uni, do governo federal.

O jornal atribui o sucesso de Mendonça às políticas do governo Lula.

"Histórias como esta de Ricardo o Brasil registra aos milhões. A três meses do fim do seu segundo mandato, este é um país mudado que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixará ao seu sucessor", escreve o Le Figaro.

'Barbudo onipresente'

O jornal diz que quando Lula chegou ao poder, em 2003, o Brasil era um país sem "grandes esperanças" que havia finalmente dado uma chance a um "turbulento barbudo onipresente na cena eleitoral desde o restabelecimento da democracia".

O Le Figaro destaca que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso conseguiu combater a hiperinflação com o Plano Real, mas que se tornou "muito impopular" antes de deixar o poder em 2002.

Citando analistas políticos brasileiros, o jornal diz que Lula foi responsável por ampliar políticas sociais do governo anterior.

"O chefe de Estado reagrupou algumas medidas sociais do seu antecessor e lhes deu uma dimensão inimaginável", diz a reportagem do jornal.

"Pela primeira vez na história, o Brasil assiste a uma redução contínua e inédita das desigualdades. Em dois mandatos, 24 milhões de brasileiros saíram da miséria e 31 milhões entraram para a classe média."

O jornal diz que o governo quer agora usar a riqueza dos novos campos de petróleo descobertos no litoral brasileiro para criar um fundo que beneficie os mais pobres.
[...]
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=239593

Advogado diz que Serra deverá depor em inquérito pedido pelo PT
Laryssa Borges
Direto de Brasília
O candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, deverá ser intimado a depor no inquérito a que o tucano responde por ter acusado a rival Dilma Rousseff e o Partido dos Trabalhadores (PT) de serem responsáveis pelo episódio da quebra do sigilo fiscal do vice-presidente executivo do PSDB, Eduardo Jorge.
[...]
Não há data para a intimação de José Serra. O processo ainda passará pelo Juiz Eleitoral e depois vai para a Polícia Federal, órgão competente para investigar os fatos.
http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias/0,,OI4690191-EI15315,00-Advogado+diz+que+Serra+devera+depor+em+inquerito+pedido+pelo+PT.html

14 pessoas foram assassinadas no feriadão no Estado
[...]
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=239583

Oito empresas apresentam propostas para construção emergencial de cinco casas de detenção

Oito empresas apresentaram propostas para a construção de cinco casas penitenciárias a serem erguidas em caráter emergencial nas cidades de Alegrete, Camaquã, Erechim, Venâncio Aires e Lajeado, além da reforma do Instituto Psiquiátrico Forense, em Porto Alegre. Os documentos vão ser examinados pelas secretarias das Obras Públicas e Geral de Governo. Segundo o secretário de Obras, César Luís Baumgratz, o número de interessados superou as expectativas do governo.
[...]
O governo estadual recebeu os representantes das empresas interessadas na manhã de hoje, no auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari, em Porto Alegre.
http://www.camera2.com.br/noticia_ler.php?id=239548

Desfile do 20 de Setembro movimenta 8 mil pessoas em São Leopoldo

Com grande satisfação, o candidato a deputado estadual, Nestor Schwertner, acompanhou o desfile pelas comemorações do 20 de Setembro, em São Leopoldo. Cerca de 8 mil pessoas assistiram a passagem de 400 cavalarianos e tradicionalistas pela Avenida Dom João Becker. Nestor avaliou positivamente a Semana Farropilha no município. "Reconheço e parabenizo o empenho do Movimento Tradicionalista que além do belo desfile, organizou acampamentos no Parque do Trabalhador (bairro Vicentina) e no bairro Feitoria. Foram manifestações de valorização e respeito pela cultura gaúcha", salientou.
Por Suzi

terça-feira, 21 de setembro de 2010

A farsa do orçamento do governo Fo-Fo

Por Paulo Muzell
Neste mês de setembro o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), encaminhou à Câmara Municipal o seu projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias que irá orientar a elaboração do orçamento 2011 a ser enviado ao legislativo em outubro próximo. No final do nono mês do ano, oportuno se torna comparar o que foi proposto fazer no exercício de 2010 – previsto e registrado na lei orçamentária anual –, com o que foi efetivamente realizado. Para poder avaliar se a proposta de trabalho para 2011 tem consistência, é viável, necessário verificar o que foi feito este ano em relação ao programado. 

O orçamento é um plano de trabalho montado num ano para ser executado no seguinte, sujeito, portanto, aos efeitos do tempo. Acontecimentos aleatórios, imprevisíveis tais como alterações na legislação, erros ou alterações nos projetos, flutuações da atividade econômica que afetam a receita prevista, alterações nos preços, dentre muitos outros tornam inevitáveis pequenos ajustes, correções de rumos e de metas. O executado no final do exercício nunca será exatamente o que foi previsto, aprovado e transformado em lei. É normal admitir uma razoável margem de erro e de alterações. O que é inaceitável é que ocorra uma total disparidade entre o que consta na lei do orçamento e o que é efetivamente realizado, ou seja, que um governo não cumpra – mesmo que minimamente – o compromisso que assumiu com a sociedade. Pois é exatamente isso o que ocorreu ao longo desses quase seis anos do governo Fo-Fo (Fogaça-Fortunati), que nunca cumpriu o que anunciou, transformando o orçamento numa verdadeira peça de ficção, numa farsa.

Em 2009 a lei orçamentária municipal fixou um investimento num montante de 387 milhões; foram efetivamente aplicados em obras e aquisição de equipamentos apenas 136 milhões, pouco mais de um terço do previsto. Já o orçamento de 2010 autorizou investimentos no valor de 547 milhões de reais, um exagero. Decorridos já nove meses do ano foram efetivamente aplicados apenas 160 milhões, ou seja, 29% do programado. Não há qualquer dúvida que a Prefeitura vai fechar o ano realizando não mais do que 40% das obras prometidas constantes na lei orçamentária.

A execução dos programas é, também, precaríssima. Dos cerca de 200 projetos constante no orçamento, faltando três meses para o fim de 2010, quase dois terços deles, ou seja, 120 projetos não foram sequer iniciados, tem execução zero! 

A SMAM (Meio Ambiente) e a SMT (Transportes) disputam pau a pau o último lugar no ranking do desempenho: são campeãs no “prometer e não fazer”. Se disputassem o campeonato nacional seriam sérias candidatas ao “rebaixamento”. A SMAM dos seus vinte e três projetos, em vinte deles registra execução zero! E a SMT de nove previstos, não iniciou cinco.

Importantes projetos dormitam há anos nos escaninhos da burocracia municipal: todo santo ano constam na lei orçamentária, não são realizados e voltam a figurar no ano seguinte. Dentre eles podemos citar o “Bus Rapid Transit”, muito importante para a recuperação do nosso decadente sistema de transporte por ônibus, o acesso norte do Porto Seco, o Ecoparque, o de qualificação da coleta de lixo da cidade, sem falar no Hospital da Lomba do Pinheiro, o Hospital da Zona Sul e o Sistema de Saúde da Restinga.

Num tipo de gasto, porém o governo Fo-Fo é rápido e eficiente. Seu costumeiro andar arrastado, a passos da cágado se acelera e atinge velocidade capaz até de competir com os bólidos da Fórmula 1. O leitor já deve ter percebido que estamos nos referindo às despesas com publicidade e propaganda. Até setembro a Prefeitura gastou 14 milhões de reais em publicidade, valor recorde e que indica que muito provavelmente chegaremos ao final do ano num nível de despesa total na faixa dos 17 ou 18 milhões de reais. Gasto elevadíssimo e em muitos aspectos inexplicável. Por que, por exemplo, a Secretaria da Saúde gastou apenas 4,1 milhões em obras e equipamentos e o absurdo montante de 2,6 milhões em publicidade? Por que o Gabinete do Prefeito e a Secretaria de Gestão despenderam em publicidade quase 3 milhões de reais? Já a SMT é um caso à parte. Destinou à aquisição de equipamentos e obras 671 mil e em publicidade gastou 949 mil! Para cada 100 reais em obras, 141 para propaganda. Puro desatino, absoluta falta de critério.
 http://rsurgente.opsblog.org/