Seguidores

Sejam Todos Bem Vindos!!! Deixem seus comentários, sugestões e críticas

Parabéns Educadores e Demais Cidadãos Gaúchos!!! Yeda (Nota Zero, Déficit Zero e Aumento Salarial Zero) Já Foi Demitida, MAS, deixou seus representantes no Governo e na Assembleia Legislativa!

sábado, 28 de novembro de 2009

Yeda: "Vamos viver com as enchentes"

Após sobrevoar municípios atingidos por temporais e enchentes nas regiões Metropolitana e Carbonífera, neste sábado (28), a governadora Yeda Crusius destacou que o Estado está fazendo o levantamento de projetos de emergência para iniciar a recuperação das regiões atingidas. A governadora, que esteve acompanhada da Ministra Chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, enfatizou que é fundamental estruturar ações para a realidade do clima gaúcho. "Vamos viver com as enchentes. O sobrevoo é importante para que a ministra tenha dimensão dos estragos", ressaltou Yeda, depois de sobrevoar os municípios de Charqueadas, São Jerônimo, Triunfo, General Câmara e a Região Metropolitana.

Sobre as medidas do governo para amenizar os efeitos das tempestades e da seca, Yeda enumerou o armazenamento de água para irrigação e duas ações estruturantes que, segundo ela, devem se somar às do bom uso da água. A primeira é a recomposição da mata ciliar, para evitar o assoreamento dos rios. "A segunda é retirar da beira dos rios as populações ribeirinhas, dando-lhes qualidade de habitação e saneamento", finalizou.

De acordo com a chefe da Casa Civil, o cenário visto no sobrevoo foi impactante. "Os rios saem do leito e viram mar. Todas as plantações de arroz dessa região estão submersas, torres de energia estão dentro d'água e casas ilhadas. Se houver mais um aumento [no nível dos rios], algumas estradas desaparecerão", disse Dilma.

Rio Grande do Sul terá R$ 162 milhões da União para recuperar áreas atingidas por temporais

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) anunciou neste sábado a liberação de R$ 162 milhões de recursos federais para a recuperação dos municípios atingidos por temporais no Rio Grande do Sul.

A titular da pasta se reuniu com a governadora do Estado, Yeda Crusius, hoje no aeroporto Salgado Filho. Do total anunciado, R$ 100 milhões serão direcionados aos trabalhos da Defesa Civil, outros R$ 50 milhões à pasta da Saúde e R$ 12 milhões à Educação.

A extensão dos danos só será verificada quando o nível das águas diminuir, quando então será possível avaliar se o montante será suficiente.

Ao todo, 81 municípios gaúchos estão em situação de emergência. A ministra sobrevoou hoje as áreas atingidas pelas chuvas no Estado, onde mais de 10 mil pessoas continuam fora de suas casas devido aos temporais. Mais de 15 mil casas foram danificadas e oito pessoas já morreram.

http://www.camera2.com.br/noticias.php?limpa_sql=0

Espaço Aberto à Progenitora Maior - Aos Servidores: NADA!


AOS SERVIDORES: NADA A MENOS. SÓ A MAIS.
PostDateIcon novembro 18th, 2009 | PostAuthorIcon Postado por: Yeda

Essa semana anunciei a segunda das três etapas de valorização dos servidores públicos. Semana passada foi a segurança pública, e agora, no foco, a educação.

A primeira medida é o projeto de lei que trata do piso dos professores no Rio Grande do Sul. Nenhum professor no estado ganhará menos de R$ 1.500,00. Vale lembrar que isso significa um valor 73% maior que o piso de hoje no estado, que é de R$ 862,80, ou 3,2 vezes o valor do atual salário mínimo nacional

A segunda é a que inclui na matriz salarial os servidores da educação, o que hoje acontece apenas com os servidores da segurança pública. Funciona assim; sempre que o estado tem um resultado fiscal positivo, 15 % desse valor é repartido entre os servidores. E com o PL que enviei, inclui os servidores do magistério, que também ficariam com a distribuição de mais 15% dos resultados positivos do Estado. Assim, 30% do resultado fica com 82% dos servidores, que são a soma do magistério e segurança pública.

A terceira; uma PEC (proposta de emenda da constituição) para adequar a constituição estadual a constituição federal, para que o servidor tenha o direito de requerer licença para capacitação, o que hoje não é possível, sendo apenas facultado o direito de licenças-prêmio. Um aperfeiçoamento para os servidores que optarem pela capacitação em cursos de longa ou curta duração com foco diretamente ligado a atuação no setor público. Outro benefício é a possibilidade de converter a licença-prêmio em pecúnio.

Na proposta, também incluímos o PDI, um plano de desempenho institucional, diretamente ligado ao cumprimento de metas: se um determinado órgão atingi-las e o governo tiver ganho fiscal, todos os seus servidores receberão o 14º salário, sem distinção individual.

Conforme disse, 2009 seria o ano de valorização dos servidores, e esta governadora sente-se muito orgulhosa em poder, a partir de um ambiente de responsabilidade e transparência com os recursos públicos, valorizar aqueles que são nossos grandes parceiros nesta retomada do protagonismo do Rio Grande do Sul, cumprindo metas, tornando o Estado eficiente para cada vez melhor servir aos cidadãos e cidadãs do RS.

Estamos criando as bases legais para que o Estado possa avançar na avaliação do desempenho. E isso só está sendo possível pelas melhorias de gestão que tivemos até agora.

Todos os direitos dos servidores estão resguardados, o que estamos propondo é A MAIS, e NADA DE MENOS.

http://www.blogdayeda.com/

Um comentário:

Tio Noé disse...

Pelo menos o Projeto de Irrigação está sendo cumprido pela Yeda. Única proposta de campanha.